Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Nada como uma vitória para devolver o ânimo para a seleção brasileira. O 3 a 0 sobre o Chile contagiou o grupo que, no entanto, não está livre da responsabilidade. Nesta quarta-feira, às 21h45, o Brasil enfrenta o Equador, na terceira partida da fase classificatória da Copa América. Uma derrota pode causar a eliminação precoce, mas uma vitória garantirá o time nas quartas-de-final da competição. Os internautas do GLOBO ONLINE estão confiantes: para 79.44%, a seleção levará a melhor nesta quarta.

A esperança da torcida brasileira está mais uma vez nos pés de Robinho, que marcou os três gols da vitória sobre o Chile. Mas o técnico Dunga está preocupado com a responsabilidade depositada nas costas do jogador do Real Madrid. Tanto que disse nesta terça que quer o time inteiro jogando, não só Robinho.

- Ele é um jogador importante e contamos muito com ele. Mas não tem essa de jogar sozinho, não. Há uma equipe por trás, que merece destaque - afirmou o treinador, que vê em Vágner Love o jogador com mais potencial para se destacar depois de Robinho.

- O Vágner participou bem de todos os lances de gol. Sofreu um pênalti e deu o passe para o segundo. No terceiro, ele puxou a marcação e abriu espaço para o Robinho avançar - lembrou.

O carinho de Dunga pelo setor ofensivo se explica. Ele, que já participou como jogador de três Copas do Mundo e quatro Copas América, sabe que os gols são mais do que importantes em jogos eliminatórios.

- Em jogos de mata-mata, não se pode desperdiçar a chance de liquidar a partida - declarou.

Antes do treino desta terça, no Grande Hotel Puerto La Cruz, Dunga e o assistente técnico Jorginho mostraram para os jogadores um compacto com lances selecionados do jogo de domingo em Maturín, quando o Equador, adversário do Brasil, foi derrotado pelo México por 2 a 1. O treinador mostrou os pontos fortes e fracos do time equatoriano, mas ainda não sabe qual equipe levará a campo.

Pendurados podem ser poupados

Isto porque o excesso de jogadores com um cartão amarelo pode ocasionar mudanças. Com sete atletas pendurados, Dunga estuda a possibilidade em mandar uma equipe diferente no jogo contra o Equador. O zagueiro Alex, o volante Mineiro, o meia Elano, o lateral-esquerdo Gilberto e os atacantes Afonso e Robinho estão pendurados. Além deles, o lateral-direito Daniel Alves. Porém, com Maicon vetado, Dunga não tem outra opção para o setor.

- Iremos conversar com cada jogador e determinar o que pode ser feito para cada um. Aqueles que tem maior contato físico com os adversários podem ser poupados - disse.

Brasil tem ampla vantagem sobre o Equador

Na história dos confrontos da seleção contra o Equador na Copa América, o retrospecto é positivo. Foram onze partidas disputadas, dez vitórias do Brasil e um empate. A história do duelo desta quarta-feira é repleta de goleadas: 5 a 1 em 1942; 9 a 2 em 1945; 9 a 1 em 1949; 7 a 1 em 1957 e 5 a 0 em 1983. São ao todo 47 gols marcados e apenas nove sofridos.

BRASIL x EQUADOR

Local: Estádio Olímpico José Antonio Anzoátegui, Puerto La CruzHorário: 21h45 (Hora de Brasília)Árbitro: Sergio Pezzota (ARG)Brasil: Doni, Daniel Alves, Alex, Juan e Gilberto; Gilberto Silva, Mineiro, Elano e Anderson (Júlio Baptista); Robinho e Vágner Love. Técnico: Dunga.Equador: Cristian Mora, Ulises De la Cruz, Iván Hurtado, Giovanni Espinoza, Neicer Reasco; Segundo Castillo, Edwin Tenorio, Antonio Valencia, Edison Méndez; Cristian Benítez e Carlos Tenorio. Técnico: Luis Fernando Suárez.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]