Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Está marcado para esta quarta-feira, na Câmara de Vereadores de Curitiba, o segundo turno de votação da emenda que institui a identificação dos torcedores nos estádios de futebol da capital. Aprovada nesta terça-feira na primeira sessão de votos, após cinco horas de discussão no plenário, o Projeto de Lei determina um cadastro dos frequentadores e centrais de monitoramento nos estádios da capital com mais de 15 mil lugares.

O projeto foi apresentado no dia 9 de dezembro, três dias após o tumulto ocorrido no Couto Pereira, com o rebaixamento do Coritiba para a Segunda Divisão. A iniciativa dos deputados Tico Kuzma, Roberto Aciolli e Juliano Borghetti foi aprovada por 37 vereadores e recebeu um único voto contrário, do Professor Galdino. "Não concordo pois cria-se um estado policialesco de vigilância do cidadão", justificou ele.

Se aprovado, o projeto será encaminhado em até 15 dias para o prefeito Beto Richa e, caso seja sancionado, terá 90 dias para entrar em vigor.

A lei determina o cadastro dos torcedores no ato da compra dos ingressos, mediante a apresentação de um documento de identidade e a comprovante de endereço. Os estádios deverão dispor de monitoramento por imagem das catracas e instalar equipamentos de gravação fotográfica do rosto dos torcedores e relacioná-las com o ingresso adquirido.

As informações deverão ser preservadas por 30 dias. Em caso de descumprimento, estão previstas punições que vão de advertência a multas e até a cassação do alvará de funcionamento do estádio.Kuzma disse desconhecer o valor do investimento necessário para a implantação do sistema e que os clubes não foram consultados sobre a medida.

O vereador sugeriu ao presidente da Comissão da Copa na Câmara de Curitiba, Mario Celso Cunha, que a iniciativa seja levada ao Ministério do Esporte para incluir Curitiba no projeto Torcida Legal, do governo federal, que irá financiar melhorias e sistemas de seguranças em 30 estádios do país. O investimento previsto para 2010 é de R$ 80 milhões.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]