Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Após duas semanas de "fica ou não fica", é esperada para esta ma­­nhã a definição sobre a permanência do técnico Roberto Cavalo na Vila Capanema. Ontem à tarde, o treinador reuniu-se com Auri­­val Correia, agora vice-presidente financeiro do Tricolor, e os dois conversaram por quase duas horas sobre a possível renovação de contrato.

"Foi uma conversa muito boa, o Aurival é muito transparente, uma pessoa maravilhosa. Falei da minha preocupação sobre o futuro do time e ele também está preocupado. Agora vou aguardar um telefonema dele amanhã (hoje) de manhã para concluirmos a negociação", comenta o treinador.

Sobre a questão financeira – considerada o empecilho para o acerto, segundo a diretoria –, Cavalo afirma que tudo foi esclarecido com o dirigente.

"Isso não será problema. Pedi só prioridade para a manutenção do elenco, eles sabem a lista de jogadores que eu quero que fiquem (o goleiro Zé Carlos, os meias Davi e Rafinha e o atacante Marcelo Toscano)", garantiu, refutando a hipótese de um pedido salarial acima das possibilidades paranistas.

Caso não haja um entendimento, o clube já tem dois no­­mes em vista. O preferido é Lean­­dro Niehues, auxiliar-técnico do Atlético. Porém, especula-se que a primeira proposta paranista não teria agradado ao ex-comandante do Jotinha. Estaria pesando também o fato de ele receber rigorosamente em dia no Furacão, enquanto o Tricolor passa por dificuldades financeiras.

Outra opção seria Luiz Carlos Barbieri, campeão com o Paraná do Estadual de 2006, que treinou por último o Gama na Série C. "Sempre lembram do meu nome, mas não recebi nenhuma sondagem do Paraná. Vamos esperar e ver o que a acontece", declarou Barbieri.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]