Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O Atlético venceu o Santa Cruz sem apresentar o mesmo futebol e a criação de oportunidades de gol nas derrotas para o Botafogo e o Internacional.

Esta é apenas uma das ironias do jogo.

Nem sempre posse de bola, predomínio territorial durante partes da partida ou integralmente significam requisitos suficientes para a obtenção da vitória.

Se chances foram desperdiçadas, de nada adiantou o volume de ações, pois os adversários foram mais eficientes nas conclusões.

Milton Mendes armou forte esquema defensivo, diminuiu os espaços e conseguiu impedir que o Atlético ameaçasse a sua meta. Se o zagueiro Wanderson apareceu bem ao lado do inexcedível Thiago Heleno, os alas Léo e Sidcley erraram muitos passes, tanto quanto os armadores. Com Ewandro longe da área, Walter dispersivo e André Lima irregular, o ataque feneceu.

O Furacão achou o gol salvador em tiro longo do volante Deivid.

Grafite teve a bola para empatar, porém finalizou mal e o aguerrido campeão pernambucano e nordestino teve de se resignar com a derrota.

O alívio atleticano na classificação não impediu que Paulo Autuori apontasse falhas na sua equipe.

Desatenção

Sendo dominado amplamente pelo Corinthians, o Coritiba aproveitou o passe preciso do ala Dodô para Negueba abrir a contagem no final do primeiro tempo.

Na etapa complementar, a equipe paulista aumentou a pressão e Tite não teve dúvidas em trocar um zagueiro por um avante. Foi ele que empatou a partida. André marcou com estilo, aproveitando a desatenção da zaga coxa-branca no cruzamento da esquerda. Mas as coisas ficariam piores, pois nos instantes derradeiros em vez do marcador antecipar-se a Uendel para evitar o cabeceio fatal, ficou apenas marcando com os olhos.

Antes de o Corinthians empatar, o Coxa teve dois lances para ampliar o escore e assegurar o triunfo: uma cabeçada certeira de Negueba defendida por Walter e um contra-ataque no qual Juan ficou na frente do goleiro e chutou fraco possibilitando a intervenção.

Pachequinho teve o mérito de fortalecer a defesa, escalando três zagueiros interiores, mas não contava com tanto vacilos nos minutos finais da partida disputada com intensidade na arena de Itaquera.

Série B

O Paraná arrancou um pontinho do Vila Nova, no Serra Dourada e os seus dirigentes protestaram contra a arbitragem.

O Londrina superou o gramado encharcado e liso pela forte chuva e conseguiu furar a retranca do Tupi. O gol foi sofrido após uma jogada confusa entre o goleiro e o lateral Formiga do time mineiro, que, com uma fratura exposta na perna, deixou o Estádio do Café conduzido por ambulância.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]