i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
carneiro neto

Triunfo da raça

  • Porcarneiro@gazetadopovo.com.br
  • 22/08/2010 21:03

O Atlético do segundo tempo foi a melhor formação encontrada por Carpegiani até agora. Antes, porém, nos preparativos da semana depois da péssima apresentação frente ao Palmeiras e na mais recente escalação da equipe, o técnico lançou o jovem atacante Marcelo que estava fora do time há muito tempo e parecia fora dos planos. Ambos acabaram se desgastando perante a torcida que não poupou vaias ao jogador, que sentiu a falta de melhor condicionamento técnico, tendo participação apagada, e ao treinador.

Marcelo é bom jogador, tem futuro e não deveria correr o risco de ser queimado diante da torcida por mais um capricho de Carpegiani.

O Flamengo tirou proveito do desequilíbrio na meia-cancha adversária com carência de um meia armador de qualidade já que Paulo Baier é ponta de lança, dominou as ações e criou oportunidades de gol, evitadas pela perícia do goleiro Neto. Nos contra-ataques o Furacão fustigou, especialmente com Maikon Leite, que realizou admirável atuação e foi o ponto de referência do ataque. Chegou a sofrer um pênalti não assinalado pela arbitragem.

Na etapa complementar, a troca de Marcelo por Branquinho e, sobretudo, a garra dos jogadores determinou a recuperação coletiva da equipe, que conseguiu jogar bem, diminuindo a quantidade de passes errados e aumentando a pressão sobre o Flamengo, que resistiu até onde pode.

Em corner excepcionalmente co­­brado por Paulo Baier, Manoel desviou de cabeça e marcou o gol da dra­­mática vitória atleticana.

Foi um resultado merecido pela raça dos jogadores e o entendimento demonstrado no transcorrer do segundo tempo. Esta formação que superou os cariocas representa um novo alento a fervorosa torcida que lotou a Arena da Baixada.

Um passo atrás

A humilhante goleada sofrida diante do Ipatinga, entre os mais fra­­cos times do campeonato, re­­presentou um passo atrás na boa campanha que o Coritiba vem de­­senvolvendo.

Foi um desastre sob todos os aspectos, pois revelou o desencontro da meia-cancha que vinha se constituindo no ponto alto da equipe e, sobretudo, a fragilidade do corpo defensivo, com atuações individuais muito abaixo do razoável. Sinal de que o alto comando do Coxa não deve perder de vista as deficiências existentes, as quais só deixaram de aflorar em outras ocasiões pela singeleza técnica da maioria dos concorrentes nesta temporada.

Mas se até agora havia sabido tirar proveito dos reduzidos recursos técnicos dos adversários, não se compreende a falta de atenção e até mesmo de maior dedicação na partida com o fraco Ipatinga. Ou será que o time coxa-branca só reage sob pressão e frente a rivais aos quais dedica maior respeito dentro de campo?

Tudo isso precisa ser bem examinado pelo técnico Ney Franco, tendo em vista a chacoalhada que representou o escore de 5 a 1 no sábado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.