|
| Foto:

Um time que aposta no entrosamento da mesma formação contra outro que prefere as variações de esquema. Será esse o embate tático no duelo de amanhã entre Londrina e Coritiba pelo título do primeiro turno do Paranaense.

O Tubarão do técnico Cláudio Tencati consolidou um esquema 4-4-2 (primeiro campo abaixo) com o meio de campo em losango – composto por um volante marcador, Diogo Roque, mais à frente um jogador de cada lado, Bruno e Germano, e Celsinho adiantado. No ataque, a dupla Neílson e Wéverton – Alexandre Oliveira também jogou bastante, no lugar de um ou outro. O único desfalque está na linha de quatro defensiva. Sílvio e Serginho Paulista brigam pela vaga do suspenso lateral-esquerdo Wendell. Sem o titular, o time perde força no apoio ao ataque pelo setor.

No Coxa, Marquinhos Santos gosta de variar a estrutura tática, muitas vezes dentro da mesma partida. O provável time para amanhã (segundo campo abaixo), desfalcado do lateral-direito Gil e possivelmente do meia Rafinha, muda do 3-5-2 para o 4-4-2 a qualquer momento. Na defesa, quando a equipe for atacada o lateral-esquerdo Eltinho deve voltar para compor uma linha com os zagueiros Leandro Almeida, Pereira e Chico. Nessa formação, os ataques pelas pontas seriam missão de Patric, aberto pela direita no meio de campo, e Arthur – ou Rafinha, caso liberado pelo departamento médico –, como meia-atacante pelo outro lado. Robinho e Alex cuidam da armação e Júlio César é a referência ofensiva.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]