Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Um ombro salvador de Leonardo aos 47m do segundo tempo garantiu o empate por 1 a 1 do Flamengo contra o Atlético-MG, na tarde desta quarta-feira, no Mineirão.

O resultado ajudou pouco às duas equipes na tabela do Campeonato Brasileiro. Os mineiros aumentam o jejum de vitórias para três jogos e ficam na 13ª posição, com 13 pontos (em nove jogos).

Prejudicado pelo adiamento de dois jogos, o Flamengo tem somente sete partidas. E igual número de pontos. O resultado da campanha ruim está refletido na classificação: 17º colocado e lugar marcado na zona de rebaixamento.

Show de cartões

Os 17 dias que passaram treinando foram insuficientes para os jogadores do Flamengo melhorarem a qualidade do passe. Principalmente Léo Lima. Mas, na primeira vez que conseguiu fazer valer a posse de bola, Renato recebeu de Paulinho e chutou para fora.

Apesar de mandante, o Atlético esteve tímido nos primeiros minutos. Só ameaçou de verdade aos 25m, quando Marcos cabeceou por cima do gol.

Mas o primeiro tempo, no geral, foi pobre de bons lances. O mesmo não se pode dizer do número de cartões amarelos: cinco!

Gols no apagar das luzes

No segundo tempo, o Rubro-negro permaneceu à frente, mas esbarrou na segurança do goleiro atleticano Diego. Já o xará dele, que substituiu Bruno, teve sorte aos 10 minutos. Coelho cobrou falta frontal e acertou a trave direita.

Já aos 26 minutos, Diego teve competência. E que competência! Marcinho cabeceou para o chão e o camisa 1 flamenguista fez uma defesa espetacular. O Flamengo parou de atacar e, fechado, suportou a pressão atleticana até os 42min. Foi quando Paulinho, imprudentemente, deu um carrinho e derrubou Danilinho dentro da área.

Na cobrança do pênalti, Coelho abriu o placar aos 43. Quando o resultado parecia decidido, Renato escorou de cabeça e o até então sumido Leonardo, de ombro, empatou para o Flamengo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]