i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Futebol

Renda da Copa América supera R$ 110 milhões, mas três jogos apontam prejuízos

    • Estadão Conteúdo
    • 26/06/2019 10:50
    Renda da Copa América supera R$ 110 milhões, mas três jogos apontam prejuízos
    | Foto: Estadão Conteúdo

    Os 18 jogos da fase de grupos da Copa América ultrapassaram os R$ 110 milhões de renda com bilheteria. Mas, além da arrecadação os números altos também são vistos nas despesas que o Comitê Organizador Local (COL) gasta com a realização do torneio. Os borderôs das 12 primeiras partidas já foram divulgados. Os valores detalhados mostram algumas curiosidades, como prejuízos em três partidas e o alto número de ingressos distribuídos como cortesias para os duelos de pouco apelo.

    A receita bruta total dos 18 jogos foi de R$ 110.823.925. Deste montante, R$ 22.476.630,00 foram obtidos apenas na abertura entre Brasil e Bolívia, no Morumbi. Essa partida também registrou a maior despesa até agora: R$ 6.282.379,80, fazendo a renda líquida cair para pouco mais de R$ 16 milhões.

    TABELA COPA AMÉRICA 2019: Jogos e resultados

    Já os prejuízos foram registrados nos jogos Venezuela x Peru, Paraguai x Catar e Uruguai x Equador. O déficit de cerca de R$ 2 8 milhões somadas as três partidas tem explicação: além do baixo número de público pagantes, há diversas despesas para o COL organizar as partidas. Os aluguéis dos estádios, por exemplo, são de R$ 250 mil ou R$ 350 mil. Outro gasto que chamou atenção foi de R$ 713 mil com “locação de estruturas complementares” em Peru x Venezuela na Arena do Grêmio.

    Os valores obtidos com as rendas ficam com o COL, com exceção à venda de camarotes. O montante ajudará no pagamento de US$ 70 milhões (cerca de R$ 268 milhões) em premiações para as seleções participantes.

    O campeão da Copa América receberá R$ 29 milhões, enquanto o vice ficará com R$ 19 milhões. O terceiro colocado terá direito a R$ 15,5 milhões, e o quarto a R$ 11,5 milhões. Por fim, as seleções que caírem nas quartas de final ficarão com R$ 7,7 milhões cada.

    Há ainda as premiações por participação para as seleções da América do Sul (mais R$ 7,7 milhões para cada uma) e para os convidados Japão e Catar (R$ 4,8 milhões), além de R$ 3,8 milhões distribuídos para logística das delegações.

    Além de os borderôs mostrarem curiosidades sobre as despesas, há também os dados sobre os públicos nos estádios. Até agora, os 18 jogos somaram 452 mil pagantes, com uma média de cerca de 25 mil por partida. A maior presença aconteceu no confronto entre Chile e Uruguai, com 49.275 pagantes no Maracanã.

    A expectativa é de que a média aumente com a chegada dos mata-matas, já que os jogos serão mais atrativos ao público. Durante a fase de grupos, o COL distribuiu ingressos para partidas com pouco apelo. No duelo entre Bolívia e Peru, foram 8.769 cortesias. Já o confronto entre Paraguai e Catar foi assistido por 8.428 pessoas que não pagaram ingresso.

    O menor público pagantes foi registrado na partida entre Equador e Japão, na última rodada da fase de grupos. O Mineirão recebeu apenas 2.106 pagantes, para uma renda de R$ 301.525. O borderô dessa partida ainda não foi divulgado pelo COL, mas certamente será mais um que apontará prejuízo.

    Os desafios de Tiago Nunes, assista!

    Acesse o conteúdo completo: Tiago Nunes completa um ano no Athletico; de interino ao “time de guerra” campeão

    MERCADO DA BOLA: Confira as movimentações da janela europeia

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.