Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Com Galvão Bueno, Neto e destaque inédito na TV,  Copa do Mundo das mulheres começa hoje
| Foto:

A Copa do Mundo Feminino está prestes a começar. A bola rola pela primeira vez no Mundial feminino 2019 na França nesta sexta-feira (7), às 16h, na partida entre França e Coreia do Sul, no Estádio Parc des Princes, em Paris.

O Brasil estreia contra a Jamaica no domingo, dia 9 de junho, às 10h30, no Estádio Stade des Alpes, em Grenoble. Esta será apenas a oitava edição do torneio da FIFA, que reunirá 24 seleções e durará um mês.

A Copa do Mundo feminina 2019 é a mais valorizada da história, com o maior número de ingressos vendidos e uma grande cobertura, principalmente no Brasil. O torneio feminino vem ganhando bastante destaque na TV aberta e fechada nacional rivalizando com a Copa América, que acontecerá no mesmo período.

É dado um peso grande para a audiência. A Rede Globo, por exemplo, escalou Galvão Bueno para narrar o jogo de abertura da seleção. E a Rede Bandeirantes terá como comentarista do torneio o ex-jogador Neto. Segundo o Kantar IBOPE Media a preferência pelo esporte cresce entre as mulheres – só no ano passado, por exemplo, as elas representaram 41% da audiência do gênero futebol na TV brasileira. Entre 2014 e 2018, houve um aumento de 30% no tempo médio consumido do gênero futebol por mulheres. A faixa etária entre 25 e 34 anos é a que registra o maior aumento no tempo médio assistido.

Tudo que você precisa saber sobre a Copa do Mundo de futebol feminino

  • Seleções e grupos

Ao todo, serão 24 seleções divididas em seis grupos. As duas melhores seleções de cada chave mais as quatro melhores terceiras colocadas avançam para as oitavas de final. A partir das oitavas de final, as seleções jogam mata-matas até a grande decisão.

Grupo A: França, Coreia do Sul, Nigéria e Noruega.

Grupo B: Alemanha, Espanha, África do Sul e China.

Grupo C: Brasil, Austrália, Itália e Jamaica.

Grupo D: Inglaterra, Argentina, Escócia e Japão.

Grupo E: Holanda, Camarões, Canadá e Nova Zelândia.

Grupo F: Chile, Estados Unidos, Suécia e Tailândia.

  • Estádios

Ao todo, serão nove cidades sedes. A capital Paris receberá a abertura no estádio Parc des Princes. Já Parc Olympique Lyonnais, em Lyon, será o palco do encerramento e da grande decisão da Copa do Mundo feminina.

  • Parc Olympique Lyonnais, em Lyon: 59.186 expectadores.
  • Parc des Princes, em Paris: 48.583 expectadores.
  • Allianz Riviera, em Nice: 35.624 expectadores.
  • Stade de la Mosson, em Montpellier: 32.900 expectadores.
  • Roazhon Park, em Rennes: 29.164 expectadores.
  • Stade Océane, em Le Havre: 25.178 expectadores.
  • Stade du Hainaut, em Valenciennes: 25.172 expectadores.    
  • Stade Auguste-Delaune, em Reims: 21.127 expectadores.
  • Stade des Alpes, em Grenoble: 20.068 expectadores.
  • Mascote

A mascote oficial é a Ettie, uma pintinha. Ela foi revelada em maio do ano passado e, segundo a Fifa, é filha do Footix, mascote da Copa do Mundo masculina da França de 1998. Ettie é descrita como uma personagem “apaixonada pela vida e pelo futebol”. A mascote fez sua primeira aparição ao público em frente à icônica Torre Eiffel e também apareceu ao lado do Zabivaka, durante o Mundial 2018 na Rússia.

  • Transmissões

Pela primeira vez, a Copa do Mundo Feminina será transmitida na TV aberta. Os jogos da Seleção Brasileira serão transmitidos na Rede Globo e também na Bandeirantes. O SporTV e o BandSports transmitirão os demais jogos pela TV fechada. O jogo de abertura da seleção terá a narração de Galvão Bueno.

  • Campeãs

A seleção com mais títulos é a dos Estados Unidos. As norte-americanas conquistaram o título em 1991, 1999 e 2015. A Alemanha tem dois títulos: 2003 e 2007. Noruega (1995) e Japão (2011) levantaram a taça uma vez cada. A melhor colocação da Seleção Brasileira foi o vice-campeonato em 2007.

  • Jogadoras seleção brasileira

Goleiras

Aline: tem 30 anos e atua no UD Granadilla Tenerife (Espanha). 1ª Copa do Mundo.
Bárbara: tem 31 anos e atua no Avaí/Kindermann (Brasil). 4ª Copa do Mundo.
Letícia: tem 24 anos e atua no Corinthians (Brasil). 2ª Copa do Mundo.

Zagueiras

Érika: tem 31 anos e atua no Corinthians (Brasil). 2ª Copa do Mundo.
Kathellen: tem 22 anos e atua no FC Bordeaux (França). 1ª Copa do Mundo.
Tayla: tem 27 anos e atua no Benfica (Portugal). 2ª Copa do Mundo.
Mônica: 32 aos e atua no Corinthians (Brasil). 2ª Copa do Mundo.

Laterais

Poliana: tem 28 anos e atua no São José-SP (Brasil). 2ª Copa do Mundo.
Letícia: 24 anos e atua no Sportclub Sand (Alemanha). 1ª Copa do Mundo.
Tamires: 31 anos e atua no Fortuna Hjorring (Dinamarca). 2ª Copa do Mundo.
Camilinha: 25 anos e atua no Orlando Pride (EUA). 1ª Copa do Mundo.

Meio-campistas

Luana: 26 anos e atua no KSPO Women Football Team (Coreia do Sul). 1ª Copa do Mundo.
Andressinha: 24 anos e atua no Portland Thorns (EUA). 2ª Copa do Mundo.
Formiga: 41 anos e atua no Paris St Germain (França). 7ª Copa do Mundo.
Thaisa: 30 anos e atua no Milan (Itália). 2ª Copa do Mundo.

Atacantes

Andressa Alves: 26 anos e atua no Barcelona (Espanha). 2ª Copa do Mundo.
Bia Zaneratto: 25 anos e atua no Incheon Hyundai Steel Red Angels (Coreia do Sul). 3ª Copa do Mundo.
Cristiane: 34 anos e atua no São Paulo (Brasil). 5ª Copa do Mundo.
Debinha: 27 anos e atua no North Carolina Courage (EUA). 1ª Copa do Mundo.
Geyse: 21 anos e atua no Benfica (Portugal). 1ª Copa do Mundo.
Ludmila: 24 anos e atua no Atlético de Madrid (Espanha). 1ª Copa do Mundo.
Marta: 33 anos e atua no Orlando Pride (EUA). 5ª Copa do Mundo.
Raquel: 28 anos e atua no Sporting Club Huelva (Espanha). 2ª Copa do Mundo.

Cobertura Olimpíada Rio 2016 – Seleção Brasileira de Futebol Feminina – Jogo entre Brasil e China no Estádio Engenhão no Rio de Janeiro.Início oficial dos Jogos Olímpicos Rio 2016. MARTA.
Cobertura Olimpíada Rio 2016 – Seleção Brasileira de Futebol Feminina – Jogo entre Brasil e China no Estádio Engenhão no Rio de Janeiro.Início oficial dos Jogos Olímpicos Rio 2016. MARTA.| Albari Rosa
  • Campanha

A Seleção Brasileira não está em sua melhor fase. Sob o comando do técnico Vadão, as meninas não vencem há nove jogos e entram no Mundial pressionadas. As brasileiras precisarão fazer uma campanha impecável para tentar chegar entre as primeiras colocadas. As francesas, as alemãs e as americanas, claro, são as seleções favoritas ao título.

  • Premiação

A seleção campeã receberá 4 milhões de dólares (cerca de R$ 16 milhões) – valor bem abaixo do que ganhou a Seleção Francesa masculina no ano passado, campeã na Rússia, que embolsou 38 milhões de dólares (cerca de R$ 167 milhões).

  • Top 10 - curiosidades
  1. A norueguesa Ada Hegerberg não disputará a Copa do Mundo por defender direitos iguais no futebol feminino e masculino. Hegerberg tomou a decisão de não atuar pela seleção norueguesa por não concordar com a maneira como as mulheres são tratadas no esporte no seu país. Ada joga no Lyon e tem o maior salário entre as mulheres, recebe 400 mil euros/ano (cerca de R$ 1,76 milhões).
  2. VAR. Assim como na Copa do Mundo 2018, o Mundial feminino contará com o árbitro de vídeo.
  3. Quatro seleções jogarão a Copa do Mundo pela primeira vez. Chile, Jamaica, Escócia e África do Sul farão sua estreia no Mundial da França.
  4. O Barcelona é o clube com o maior número de jogadoras no torneio. Ao todo, o time espanhol terá 15 atletas no Mundial.
  5. O Brasil terá uma árbitra na Copa do Mundo feminina. Edina Alves Batista, que estreou recentemente na Série A do Brasileirão, representará as brasileiras na arbitragem, ao lado das assistentes Neuza Back e Tatiane Sacilotti.
  6. A meio-campista Formiga é a jogadora, entre homens e mulheres, a disputar mais edições de uma Copa do Mundo. Com 41 anos, Formiga também será a jogadora mais velha a entrar em campo em uma edição do Mundial.
  7. Marta é a maior artilheira da Copa do Mundo feminina com 15 gols. Ela pode superar Miroslav Klose, maior artilheiro da Copa do Mundo masculina, com 16 gols.
  8. Pela primeira vez na história, a Seleção Brasileira feminina terá um uniforme completo exclusivo para disputar a competição. Antes, o uniforme era igual o utilizado pelos homens.
  9. A Seleção Brasileira participou de todas edições do Mundial feminino.
  10. A Copa do Mundo feminina terá cinco atletas com menos de 18 anos. A alemã Lena Oberdorf, a chilena Elisa Durán, a argentina Dalila Ippólito e a jamaicana Jody Brown, todas têm 17 anos. Já a jovem Mary Fowler vai jogar pela Austrália e tem apenas 16 anos.
2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]