Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Nova vista -A escola Saint Sthithians, novo local de treinos da seleção brasileira em Johannesburgo, fica em uma parte alta da cidade. Próxima ao bairro nobre de Sandton, a vista do cair da tarde com o sol próximo a se pôr, renova o ânimo da equipe para os treinamentos | Albari Rosa/Gazeta do Povo – enviado especial
Nova vista -A escola Saint Sthithians, novo local de treinos da seleção brasileira em Johannesburgo, fica em uma parte alta da cidade. Próxima ao bairro nobre de Sandton, a vista do cair da tarde com o sol próximo a se pôr, renova o ânimo da equipe para os treinamentos| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo – enviado especial

Johannesburgo sofre com a insegurança, reflexo do alto índice de desemprego que assola a África do Sul – fechou o primeiro trimestre de 2010 com 23,6% da população fora do mercado de trabalho. Sem alternativa, os desempregados partem para o mercado informal, vendendo produtos nos sinaleiros, por exemplo, ou para a marginalidade. Uma alternativa de tentar conter a onda de assaltos neste período de Copa do Mundo seria melhorar a iluminação das ruas. Muitas avenidas próximas ao Soccer City e ao Ellis Park não têm nenhuma lâmpada nos postes. Um breu só.Solidão

O escuro e a violência afastam as pessoas das ruas. Dificilmente se vê alguém caminhando depois das 19 horas. Medo de assaltos. "Não há a mínima condição. É extremamente perigoso", disse o ambulante Gerry Bongani Selala, que vende café cappuccino na Mary Fitzgerald Square, o Fan Fest mais central de Johannesburgo.

Exemplo de Nova York

Melhorar a iluminação da cidade foi uma das táticas utilizada por Nova York para diminuir drasticamente o índice de violência. Ideia do ex-prefeito Rudolph Giuliani. A criminaliade caiu 57%. Exemplo copiado pela colombiana Bogotá, outro case de sucesso contra a violência.

Corneteiros norte-americanos

A derrota apertada para o Brasil na final da Copa das Confederações em 2009 tirou a humildade dos norte-americanos. Entusiasmados com time, apesar do empate com a Eslovênia, eles não perderam a oportunidade de criticar o time de Dunga. "Como jogaram mal contra a Coreia do Norte. Se fosse assim no ano passado nós teríamos vencido", afirmou um deles, nos arredores do Ellis Park.

Em várias línguas

Mascherano joga no Liverpool, da Inglaterra, e está com o inglês afiado. Tanto que, na coletiva da Argentina, quando foi responder em espanhol sobre o fato de ser o único marcador no meio de campo, deu pane na tradução e ele mesmo traduziu o que estava falando. Tanto em inglês como espanhol, falou que não se incomodava em ser o único volante do time.

Indignação

Manchete do jornal Mail & Guardiam após a derrota da África do Sul para o Uruguai, por 3 a 0: "Fick Fufa". Imprensa sul-africana e o técnico Carlos Alberto Parreira reclamaram muito da arbitragem, mas a população não pareceu entrar na onda. Com quem se falava pelas ruas, estavam cientes de que sua seleção havia era jogado mal mesmo.

Carlos Eduardo vicelli, Marcio reinecken, robson de Lazzari, albari rosa e valterci santos – enviados especiais à Copa do Mundo

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]