Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Mascherano é o “chefinho” do time argentino: capitão sem braçadeira | Paulo Fonseca/ EFE
Mascherano é o “chefinho” do time argentino: capitão sem braçadeira| Foto: Paulo Fonseca/ EFE

A braçadeira de capitão da Argentina está no braço esquerdo de Lionel Messi, mas o líder de fato da equipe é Javier Mascherano. Sério e com cara de mal, o volante encarna o verdadeiro espírito albiceleste em campo. Ele será um dos grandes responsáveis por tentar parar a Alemanha, amanhã, às 16 horas, na final da Copa, no Maracanã.

Coadjuvante no Barcelona, o camisa 14 ganha protagonismo na seleção nacional e deixa aflorar o estilo brigador. Dentro de campo, ele não hesita nas divididas, assume o papel de inflamar os companheiros e pressionar os árbitros.

Fora dos gramados, não regula nas palavras. "Rasguei o ânus na jogada com Robben", disse após impedir com um carrinho um gol certo do holandês, na semifinal da última quarta-feira, no Itaquerão. Durante o torneio, ele já havia dito que estava "cansado de comer merda", ressaltando a importância de a equipe acabar com o jejum de 28 anos sem títulos mundiais – desde 1986.

A liderança e o desempenho dele são considerados fundamentais para o triunfo da Argentina. Ao lado de Messi e Di María – que deve retornar a equipe –, ele representa o país na lista dos dez melhores jogadores do torneio, divulgada ontem pela Fifa. Se o time bater os alemães, o camisa 10 irá levantar a taça, mas o discurso dos campeões sairá da boca de Mascherano

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]