Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Diego dos Santos pulou o muro do CT do Caju para ver o ídolo Fernando Torres, atacante da Espanha, treinar | Brunno Covello / Agência de Notícias Gazeta do Povo
Diego dos Santos pulou o muro do CT do Caju para ver o ídolo Fernando Torres, atacante da Espanha, treinar| Foto: Brunno Covello / Agência de Notícias Gazeta do Povo

Entre os cerca de 200 jornalistas que faziam a cobertura do primeiro treino da seleção espanhola na tarde desta segunda-feira (9), no CT do Caju, Diego dos Santos se mantinha quieto perto da grade de proteção, apenas observando. Até confidenciar ao primeiro repórter que era um "penetra". Foi o que bastou para virar a estrela do momento, passando a dar uma entrevista atrás da outra.

"Pensávamos que seria aberto [para os torcedores]. Mas não deixaram entrar. Aí demos a volta e vimos um terreno com passagem [para o CT]. Primeiro subi no muro e fiquei um tempo observando. Nenhum segurança falou nada. Daí resolvi pular", contou o balconista, de 24 anos, morador do Campo Comprido, que foi ao Sítio Cercado nesta segunda com a mulher e a filha pequena. Estava na porta do CT do Caju com outros torcedores, mas só ele resolveu encarar a aventura.

Enquanto isso, todos os que estavam ao seu lado tiveram de fazer um credenciamento especial para trabalhar e passar por uma revista minuciosa no portão, com detector de metais e todos os objetos retirados das bolsas para averiguação.

"Só tirei a camisa do Torres para não dar muito flagrante", disse, já mais à vontade, mostrando para quem quisesse ver o uniforme pirata do Chelsea com o nome do centroavante espanhol do qual é fã "desde que jogava no Atlético de Madrid". "Foi só por ele que quis ver o treino mesmo. Sei que os caras todos aí jogam bem, mas gosto do Torres. Alguns até não entendem, mas quem gosta, gosta", falava a poucos metros de onde o ídolo corria no campo.

Satisfeito com a proximidade e aproveitando o momento de estrela, no final do treino disse nem mesmo se importar se fosse descoberto. "Agora se me pegarem, se for preso, tudo bem...", disse Diego, que aproveitou para deixar o local no meio dos jornalistas que se dirigiam para a sala de imprensa.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]