Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
"Não vi o lance e, se o que você disse realmente aconteceu, me parece que o árbitro também não viu", resumiu o comandante uruguaio | Reuters
"Não vi o lance e, se o que você disse realmente aconteceu, me parece que o árbitro também não viu", resumiu o comandante uruguaio| Foto: Reuters

O técnico do Uruguai, Óscar Tabárez, saiu em defesa de Luis Suárez após a mordida do atacante no zagueiro italiano Giorgio Chiellini na partida desta terça-feira, válida pelo Grupo D da Copa do Mundo. Segundo o treinador, que afirmou não ter visto o lance, "há uma antipatia evidente de parte da imprensa inglesa" em relação ao jogador do Liverpool.

"Não vi o lance e, se o que você disse realmente aconteceu, me parece que o árbitro também não viu", resumiu o comandante uruguaio, tentando encerrar o assunto. O lance polêmico ocorreu durante o segundo tempo da partida entre Uruguai e Itália, na Arena das Dunas, em Natal. O duelo foi vencido pelos sul-americanos, por 1 a 0, resultado que garantiu a vaga nas oitavas de final.

Apesar das declarações do técnico uruguaio, Suárez é reincidente quando o assunto é mordida em adversários. Em 2010, quando atuava pelo Ajax, o jogador pegou um gancho de sete jogos por protagonizar o lance inusitado no Campeonato Holandês.

Já em 2013, pelo Liverpool, o atacante foi punido por mais 10 jogos depois de morder o zagueiro Ivanovic em um clássico contra o Chelsea. Na última ocasião, o atleta foi multado e ainda se desculpou publicamente dizendo que a conduta é inadmissível em uma partida de futebol.

Sobre a vitória contra a Itália, o técnico Óscar Tabárez elogiou a postura de seus comandados contra os oponentes que considerou os mais fortes do temido Grupo D. Além disso, ele comemorou a mudança no esquema após a expulsão do italiano Claudio Marchisio

"Nós tentamos jogar o nosso melhor futebol contra aqueles que pareciam nossos adversários mais difíceis, o que realmente foram", afirmou o treinador. "Conseguimos nos adaptar à situação em que Marchisio foi expulso, e tentamos passar mais tempo no campo deles. Felizmente, para nós, deu certo", comentou.

Classificada como segundo lugar do Grupo D, apelidado de "grupo da morte", o Uruguai enfrentará a Colômbia, líder do Grupo C, em um confronto sul-americano nas oitavas de final. A partida está marcada para o próximo sábado, no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]