Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Wilson renovou contrato com o Coritiba até o fim de 2022
Wilson renovou contrato com o Coritiba até o fim de 2022| Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

O Coritiba anunciou, neste sábado (14), a renovação de contrato com o goleiro Wilson até o fim de 2022. O vínculo anterior do atleta terminava em 31 de dezembro deste ano, ainda durante o Brasileirão, que termina apenas em fevereiro de 2021.

Além de Wilson, a diretoria trabalha para estender o vínculo de outros atletas. Com a alteração no calendário por conta da pandemia, o clube precisa evitar uma debandada de jogadores cujos contratos terminam em dezembro deste ano. Um dos que já teve o contrato estendido até fevereiro do ano que vem é o atacante Robson.

Ídolo da torcida, Wilson é o terceiro goleiro com mais jogos no Coritiba

Ídolo da torcida, Wilson chegou ao Coxa em 2015 e já é o terceiro goleiro com mais atuações na história do clube, com 234 partidas, sendo o 14ª no ranking geral. Jairo, com 410 aparições, e Vanderlei, com 301, lideram o ranking da meta alviverde.

Neste período, o arqueiro viveu momentos de glórias, como o marcante jogo contra o Atlético Nacional pelas quartas de final da Sul-Americana de 2016 e o acesso à Série A, em 2019.

Mas também passou por períodos conturbados, como o amargo rebaixamento com gol sofrido no último lance contra a Chapecoense, em 2017, e uma saída do clube por empréstimo ao Atlético-MG no ano passado.

No próprio Alto da Glória, Wilson acabou tendo de amargar um período na reserva de Alex Muralha, tendo recuperado a posição durante este Brasileirão.

Wilson não pensa em aposentadoria, mas a projeta no Coritiba

Aos 36 anos, Wilson ainda não pensa em aposentadoria, mas não descarta que ela possa acontecer no próprio Coxa.

"Não pensei em aposentadoria! Tem muito tempo ainda! [Risos]. Lógico que o Coritiba é um time que eu penso em me aposentar, com certeza", disse recentemente, em entrevista exclusiva à Gazeta do Povo.

Tenho muita história aqui, muita identificação, existe essa possibilidade, porém tem muito tempo pela frente, muita lenha para queimar”, arrematou.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]