Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Esportes
  3. Coritiba
  4. Coritiba inova e aposta em mulher narradora no rádio curitibano

personagem

Coritiba inova e aposta em mulher narradora no rádio curitibano

  • Daniel Malucelli
Ana Tereza Motta, a Tetê, é a primeira narradora mulher do rádio curitibano |
Ana Tereza Motta, a Tetê, é a primeira narradora mulher do rádio curitibano
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O Coritiba inovou e apostou na jornalista Ana Tereza Motta, a Tetê, para narrar futebol no rádio curitibano.

Tetê, 38 anos, foi convidada em junho para integrar o novo projeto da Rádio Coxa, veículo oficial do clube que foi remodelado na gestão do presidente Samir Namur. “Eu fui pega de surpresa quando me ligaram. Nunca pensei em narrar, mas decidi abraçar a causa e começar a treinar”, conta a jornalista.

>> Diante do CRB, Coritiba estreia Argel, quarto técnico em 2018

>> Cinco desafios para Argel ressuscitar o Coritiba na Série B

Tetê tem vasta experiência como repórter e trabalha com comunicação desde 1998. Entretanto, estava sem exercer a profissão há cinco anos. Iniciou a carreira cobrindo a Suburbana, trabalhou com jornalismo policial e comunitário e fez carreira no SBT. Porém, a narração na latinha é um novo desafio na carreira.

“Comecei a treinar em casa gravando no computador jogos do Coritiba e de outros times. Simulo como se estivesse com a equipe, fazendo as pausas para a reportagem. Duas ou três vezes por semana os vizinhos me escutam gritando gol. Com certeza eles devem estranhar”, brinca Tetê.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/09/20/Esportes/Imagens/Cortadas/32b87f01-075a-4760-b517-a0dfae20e524-kwKF-ID000002-1024x341@GP-Web.jpg

A ideia inicial do Coritiba era montar uma equipe 100% formada por mulheres para as transmissões dos jogos, mas ainda não foi possível pela falta de encaixe de horários. Atualmente, o time é formado por cinco colaboradores: os repórteres Kako Mazanek e Lara Motta, o narrador Cezar Junior, o produtor Leonardo Bechtloff, além de Tetê, que atua também na reportagem.

No cenário nacional, as mulheres estão conquistando cada vez mais espaço na narração esportiva. O canal Fox Sports transmitiu a Copa do Mundo da Rússia com uma equipe feminina após escolher três locutoras em um concurso nacional.

“Escuto muito a Isabelly Moraes [do Fox Sports e rádio Inconfidência, de Minas Gerais]. No Rio de Janeiro o Flamengo também tem uma narradora na rádio do clube. Mas eu quero criar meu próprio estilo. Ainda estou buscando minha identidade, principalmente na hora do gol”, pontua Tetê.

A narradora fez apenas um jogo até o momento desde a estreia da rádio, em agosto. Ela brinca que estava mais nervosa do que no dia do nascimento da filha. Porém, o Coxa perdeu para o Vila Nova, por 2 a 1. A narração se propagou nas redes sociais e os rivais criaram até um meme de Tetê narrando o gol do adversário. Mas a jornalista leva tudo na brincadeira.

“Eu recebi o vídeo de vários amigos atleticanos, mas levo na boa. Cada vez mais pessoas vão ver meu trabalho. Mas eu sei que preciso melhorar. Estou começando e só narrando para melhorar. Quem sabe desta forma posso estar encorajando mais mulheres a narrar. Nosso maior desafio é acostumar o ouvinte que o jogo pode ser contado por uma mulher”, finaliza.

Tabelas

**

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE