Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Após episódio, torcida abraçou o Coritiba, clube se reergueu e time foi destaque nacional
| Foto: Gazeta do Povo

O episódio de violência que marcou o rebaixamento do Coritiba em 2009 foi o estopim para uma reforma que recolocou o clube entre os principais do Brasil. De volta à Série A em 2010, como campeão da B, o Coxa fez campanhas memoráveis nos anos seguintes.

Para recuperar o Couto Pereira da destruição do domingo, dia 6 de dezembro, o clube arcou com uma recuperação que ultrapassou os R$ 500 mil à época (veja matéria). Processo desencadeado por um abraço simbólico ao estádio (veja matéria).

O Coxa acabou também punido duramente pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Numa primeira decisão, perdeu 30 mandos de campo. Mais tarde, a punição caiu para 10. De qualquer forma, a equipe teve de deixar o Couto e Curitiba e atuar em Joinville (foto abaixo).

Arquivo Gazeta do Povo
Arquivo Gazeta do Povo| GAZETA

Em campo, assim como com a torcida, o Coxa se reergueu rapidamente. Capitaneado por Vilson Ribeiro de Andrade (leia entrevista), o Alviverde foi campeão estadual em 2010 (veja matéria) e campeão da Série B (foto abaixo), título que veio acompanhado do acesso para a elite em 2011.

 Arquivo Gazeta do Povo
Arquivo Gazeta do Povo | GAZETA

O melhor, entretanto, estava por vir. Em 2011, o Coxa conquistou o recorde mundial de vitórias seguidas, com 24 triunfos no primeiro semestre da temporada. Chegou ainda até a decisão da Copa do Brasil, quando acabou batido pelo Vasco. Finalíssima nacional que se repetiu em 2012, no entanto, também com o vice-campeonato, desta feita para o Palmeiras.

Recuperação fora e dentro de campo que mostra uma história de redenção, após um trauma na trajetória do mais tradicional clube do estado do Paraná.

13 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]