Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Esportes
  3. Coritiba é campeão paranaense 2010

Paranaense

Coritiba é campeão paranaense 2010

Cinco meses depois do quebra-quebra do rebaixamento para Série B, torcida alviverde comemora titulo paranaense antecipado em cima do maior rival com vitória por 2 a 0 no Couto Pereira

  • Angelo Binder
  • Atualizado em às
É festa! Coxas-brancas comemoram o título Paranaense de 2010 no  Couto Pereira após vitória sobre o maior rival, o Atlético |
É festa! Coxas-brancas comemoram o título Paranaense de 2010 no Couto Pereira após vitória sobre o maior rival, o Atlético
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Coritiba é campeão paranaense 2010

Cinco meses depois da tarde triste do rebaixamento à Série B, a torcida do Coritiba voltou a sorrir e comemorar. Time de melhor campanha nas duas fases, com amplo domínio da partida no segundo tempo, o Coxa venceu o Atlético por 2 a 0 no Couto Pereira e conquistou, com uma rodada de antecipação, o título de campeão paranaense 2010, 34ª da história do clube.

Confira o infográfico especial sobre a campanha do Coxa campeão

A conquista foi confirmada no segundo tempo com gols de Marcos Aurélio e Geraldo. Após o apito final, a torcida alviverde deu início a uma merecida festa no estádio Couto Pereira, sem invasão de campo, bem diferente das cenas de conflitos registradas em dezembro do ano passado após o jogo com o Fluminense.

Já o Atlético, além de perder a chance de conquistar o bicampeonato paranaense, terá a partida de volta pelas oitavas de final da Copa do Brasil contra o Palmeiras, quarta-feira, na Arena.

No fim de semana, os dois times encerram suas participações no Estadual. Domingo, o Coxa recebe o Cascavel e o Atlético encara o Iraty, novamente na Arena.

A todo vapor...

Nada de jogo amarrado, o primeiro tempo do Atletiba foi eletrizante. Teve bola na trave, grandes defesas, belas jogadas e muitas finalizações. Sem duvida, o jogo movimentado na tarde de sol em Curitiba teve início nas escalações.

Leandro Nieheus surpreendeu ao escalar Alex Mineiro. Parado desde novembro do ano passado, o atacante não havia atuado em 2010 por causa se sucessivas lesões. Na volta, Alex Mineiro teve participação de destaque e quase deixou o dele em chute defendido por Édson Bastos. Além dele, Vanegas entrou na zaga, sem Rhodolfo, lesionado.

Outra surpresa do técnico atleticano foi escalar o volante Valencia de lateral-direito no lugar de Raul. Até funcionou. No entanto, o outro colombiano, Vanegas não rendeu bem. Foi pelo setor dele que o meia Rafinha e também o volante Marcos Paulo deitaram e rolaram, e tiveram as melhores chances do Coxa. No quesito novidades, Ney Franco não ficou para trás. Demerson ganhou o lugar de Pereira da defesa.

Chapéu, voleio e trave

Aos 10 minutos, cobrança de escanteio de Paulo Baier, a bola passou por Edson Bastos e quase é gol olímpico. Alex Mineiro recebeu lançamento de Tartá e chutou para o gol, o goleiro do coxa espalma para linha de fundo, aos 18´.

O Coritiba respondeu com classe aos 27’. Marcos Paulo deu chapéu em Vanegas e bateu cruzado. A bola passou perto da trave de Neto, que ficou olhando e torcendo. 32´, Rafinha recebeu lançamento de Marcos Paulo e finalizou sem marcação. A bola passou perto.Aos 40´, Valencia cruzou para Paulo Baier que pegou de voleio, mas Édson Bastos fez defesa difícil.

Perto do título

Jogada pela esquerda Rafinha, que lutou pela bola, e Marcos Aurélio recebeu o passe e mandou para fundo da rede do Atlético. Aos 6’, Atlético respondeu. Tartá definiu dentro da área. Édson Bastos fez a defesa a queima-roupa. O técnico Leandro Niehues ainda colocou no jogo Marcelo, Wallyson e Bruno Costa (para corrigir o setor de Vanegas, que estava mal no jogo) mais não teve jeito. O Coxa dominava amplamente a partida e estava cada vez mais próximo do segundo gol.

Para coroar

O angolano Geraldo entrou no segundo tempo e fez o primeiro gol com a camisa do Coritiba. Aos 29´, o atacante passou por Manoel e tocou na saída de Neto. Ariel ainda teve a chance, duas vezes, de fazer o terceiro, mas o goleiro do Atlético evitou a goleada. Depois do apito de Antônio Denival de Morais, jogadores comemoram muito com a torcida, que não arredava o pé do Couto Pereira.

Relembre a campanha do título do Coritiba:

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE