Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

Mudança

Diretoria do Paraná surpreende e contrata Zetti no lugar de Velloso

Depois de confirmar Velloso, clube anuncia mudança no comando técnico

  • Angelo Binder
  • Atualizado em às
Zetti assume o Tricolor após dois anos |
Zetti assume o Tricolor após dois anos
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Apesar das constantes afirmações do presidente do Paraná, Aurival Correia, de que Wágner Velloso seguiria no comando do time, a diretoria de futebol do clube dispensou o técnico e já confirmou a volta de Zetti ao comando Tricolor. O ex-goleiro do São Paulo e seleção brasileira se apresenta nesta quarta-feira(6) na Vila Capanema e já comanda o time no sábado diante do Bahia, em Salvador, na estreia do time na Série B do Brasileirão.

“O Zetti tem mais experiência. O currículo contou nessa hora e nós nos reunimos e entendemos que precisamos de um treinador rodado”, afirmou Correia, em entrevista à Gazeta do Povo.

A primeira passagem de Zetti pelo Paraná foi em 2007, quando ele substituiu Caio Júnior e levou a equipe ao vice-campeonato estadual( perdeu o título para o Paranavaí), além de da participação na fase de grupos da Libertadores - o Paraná foi até as oitavas-de-final, sendo eliminado pelo Libertad nas oitavas-de-final.

Na ocasião, Zetti deixou o clube para atender a um convite do Atlético Mineiro, onde não teve sucesso. Depois, ele passou ainda por Fortaleza, Juventude e Ituano.

Presidente nega divergências com vice de futebol

De acordo com o dirigente, Velloso e o auxiliar técnico Noslen Mehl deixaram o clube de maneira “amigável”. “Consideramos o Velloso um técnico de futuro, mas no momento não podemos fazer apostas. Temos de ir com o melhor que podemos”,falou, lembrando que o clube precisou fazer um esforço financeiro para trazer o treinador, que atualmente era comentarista do canal de TV a cabo Sportv.

Aurival Correia negou qualquer tipo de racha no departamento de futebol paranista. Ele garante que a opção pela troca de comando técnico teve a assinatura final da presidência e que não houve uma queda de braço entre ele e o vice de futebol Márcio Villela. Em entrevistas, Villela evitava cravar a sequência de Velloso, dizendo que o trabalho precisa ser avaliado com mais cautela.

“A decisão final foi minha, mas decidi depois de conversar muito com o Márcio (Villela) e com os demais membros do departamento de futebol. A minha ideia, primeiramente, era seguir com o Velloso. No entanto, o rendimento do time nos últimos jogos nos preocupou”, garantiu Aurival Correia.

Velloso despediu-se do Paraná com derrota: 4 a 2 para o J.Malucelli. "Fico surpreso, porque foi dito para a gente continuar trabalhando, pensando no Brasileiro, que uma nova equipe estava sendo montada, e era para nós começarmos a preparar essa equipe para a estreia na Série B, que é o campeonato mais importante para o Paraná", afirmou Velloso, por telefone, após ser comunicado da demissão.

E você, torcedor, o que acha da volta de Zetti ao Tricolor? Comente! Deixe a sua opinião.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE