Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Ranking das dívidas 2019: estudo revela situação financeira dos clubes brasileiros
Ranking das dívidas 2019: estudo revela situação financeira dos clubes brasileiros| Foto:

O Itaú BBA publicou, nesta terça-feira (16), seu tradicional estudo sobre a saúde financeira dos clubes brasileiros.

O Botafogo aparece como o clube que mais deve, com R$ 672 milhões. Em segundo, está o Atlético-MG, com R$ 614 milhões de dívida, enquanto o Vasco da Gama aparece na terceira colocação, com R$ 496 milhões de débitos.

A lista dos maiores devedores continua com Athletico** (R$ 478 milhões), Cruzeiro (R$ 469 milhões), Corinthians (R$ 452 milhões), Fluminense (R$ 420 milhões), Palmeiras (R$ 420 milhões), Flamengo (R$ 418 milhões), Grêmio (R$ 350 milhões), Internacional (R$ 342 milhões), Santos (R$ 321 milhões) e São Paulo (R$ 312 milhões).

Podcast comenta ranking das dívidas! Ouça a partir de 5min18

** O estudo observa que a dívida do Athletico inclui o financiamento da construção da Arena da Baixada para a Copa de 2014. Trata-se do único clube que possui dívida de construção de estádio em seu balanço. O Grêmio, por sua vez, possui dívida com a construtora e gestora de sua Arena. Inter, Palmeiras e Corinthians não registram suas dívidas com estádio nos balanços.

Em sequência, o estudo do Itaú BBA lista os maiores devedores cujas dívidas são inferiores a R$ 300 milhões.

Neste recorte, o Coritiba aparece devendo R$ 160 milhões, seguido por Ponte Preta (R$ 151 milhões), Bahia (R$ 147 milhões), Sport (R$ 145 milhões), Figueirense (R$ 92 milhões), Avaí (R$ 70 milhões), América-MG (R$ 63 milhões), Vitória (R$ 62 milhões), Paraná Clube (R$ 42 milhões), Fortaleza (R$ 26 milhões), Chapecoense (R$ 18 milhões), Goiás (R$ 16 milhões), Ceará (R$ 12 milhões) e Criciúma (R$ 11 milhões).

Relação com 2018

Em relação às dívidas registradas no estudo do ano passado, o clube com maior aumento de dívida foi o Palmeiras, com variação de R$ 154 milhões.

Na sequência, aumentaram suas dívidas Cruzeiro (R$ 136 milhões), Atlético-MG (R$ 72 milhões), Corinthians (R$ 47 milhões), Athletico-PR (R$ 32 milhões), Internacional (R$ 31 milhões), Chapecoense (R$ 29 milhões), Goiás (R$ 21 milhões), Botafogo (R$ 18 milhões), Fortaleza (R$ 7 milhões), América-MG (R$ 7 milhões), Avaí (R$ 4 milhões), Figueirense (R$ 3 milhões), Coritiba e Ceará (R$ 2 milhões cada) e Ponte Preta (R$ 1 milhão).

Em contrapartida, o Grêmio foi quem mais diminui sua dívida, reduzindo-a em R$ 79 milhões.

Também diminuíram o que devem Vasco (R$ 37 milhões), Sport (R$ 24 milhões), Santos (R$ 21 milhões), Flamengo (R$ 12 milhões), Fluminense (R$ 9 milhões), Criciúma (R$ 8 milhões), São Paulo (R$ 4 milhões), Bahia (R$ 3 milhões) e Paraná Clube (R$ 2 milhões). O Vitória, por sua vez, manteve o mesmo valor de dívida em relação a 2018.

18 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]