Edina (centro), nasceu em Goioerê, no interior do Paraná.
Edina (centro), nasceu em Goioerê, no interior do Paraná.| Foto: Foto: Kin Saito/CBF

A sexta rodada do Campeonato Brasileiro terá uma novidade. Após quase 15 anos, um mulher apitará um jogo da Série A. A escolhida é a paranaense Edina Alves Batista, de 39 anos, que vai comandar o jogo entre CSA e Goiás, marcado para segunda-feira (27), às 20h, no Estádio Rei Pelé, em Maceió.

Brasileirão ao vivo: jogos na Globo, SporTV e TNT | 6ª rodada

Edina já atuou como árbitra auxiliar, mas como principal será a primeira vez. Em 2019, a paranaense já apitou dois jogos da Série B: Criciúma 0 x 1 Cuiabá e América-MG 1 x 2 Sport. E também comandou o VAR no jogo entre Internacional 3 x 1 Cruzeiro, pela quarta rodada do Brasileirão.

Natural de Goioerê-PR, Edina iniciou a carreira como bandeirinha, mas sempre teve o sonho de ser árbitra central. No Paraná, mesmo com o escudo da FIFA desde 2016, ela nunca conseguiu apitar um jogo do Campeonato Paranaense. Edina teve de começar do zero e filiou-se à Federação Paulista de Futebol para poder realizar o sonho.

“Eu só consigo ver meus árbitros como pessoas iguais. Acho que ela serve como exemplo não só para mulheres, mas para todos. A Edina era bandeira, abriu mão do escudo da FIFA, de árbitra internacional, porque tinha o sonho de ser árbitra central. Então, ela voltou às categorias de base, começou a apitar na base, largando o escudo internacional de auxiliar”, disse Leonardo Gaciba, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, ao site do órgão.

“Ela já conseguiu alcançar o quadro internacional como árbitra central e, hoje, está chegando na Série A. Para mim, ela é um exemplo para todo mundo”, completou.

Na partida entre CSA e Goiás, Neuza Inês Back será assistente. Ambas também estarão juntas também na Copa do Mundo feminina da França, que começa no próximo dia 7 de junho. Tatiane Camargo completa o trio do Mundial, ela, porém, está se recuperando de uma lesão e não foi escalada para o jogo do Brasileirão.

A última vez que uma árbitra apitou uma partida da Série A foi em 2005. Na partida Fortaleza e Paysandu, Silvia Regina de Oliveira comandou o jogo válido pelo segundo turno do campeonato.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]