Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Luiz Felipe Scolari: base da seleção brasileira foi mantida | Mowa Press
Luiz Felipe Scolari: base da seleção brasileira foi mantida| Foto: Mowa Press

Passo à frente

O técnico Luiz Felipe Scolari disse ontem que vai cobrar mais da seleção do que na derrota por 1 a 0 para a Suíça, na semana passada. Segundo ele, agora os jogadores estão mais bem preparados fisicamente. "Temos que dar um passo mais à frente em relação ao dado na Suíça", falou.

O técnico Luiz Felipe Scolari anunciou ontem, no Rio, uma lista de 22 jogadores para os dois amistosos que a seleção brasileira fará em setembro, contra Austrália e Portugal. Ele manteve a base do grupo que foi campeão da Copa das Confederações em junho, mas também apresentou três novidades na convocação: o zagueiro Henrique (Palmeiras), o lateral-direito Maicon (Roma) e o volante Ramires (Chelsea).

Mesmo estando na disputa da Série B pelo Palmeiras, Henrique foi convocado para defender a seleção. Assim como Maicon, recém-contratado pela Roma, ele recebeu a sua primeira chance desde que Felipão voltou ao cargo no final do ano passado. Já Ramires tinha sido chamado anteriormente pelo treinador, mas acabou perdendo espaço no grupo depois de um atrito em março, quando, contundido, se apresentou com atraso.

Ramires foi criticado pelo presidente da CBF, José Maria Marín, por uma suposta falta de comprometimento naquela ocasião. O dirigente chegou a dizer, inclusive, que o volante do Chelsea não seria mais convocado. Mas, depois de cinco meses, Felipão dá uma nova chance ao jogador e garante que o atrito do passado já está superado. "Não é o Marín que convoca. O atleta teve uma dificuldade naquele momento, entendemos isso, conversamos minimamente, e agora terá a oportunidade de fazer parte do grupo de novo. Ele vai mostrar se merece continuar", disse Felipão.

O treinador também defendeu a convocação de jogadores que estão atualmente na Segunda Divisão, como Henrique e o goleiro Júlio César, que deve ficar no Queens Park Rangers, rebaixado no Campeonato Inglês. "Isso é um recado que passo aos clubes, aos técnicos. Não observo só quem joga na Primeira Divisão. Se o atleta é bom, pode estar em qualquer divisão que chamo para a seleção, não tem problema nenhum. O nível de uma Série B do Brasileiro, da Segunda Divisão da Inglaterra, é muito bom", avisou Felipão.

Sobre Maicon, que não era convocado desde a Copa América de 2011, ele destacou que o lateral não estava jogando pelo Manchester City. Agora, com a ida para a Roma, abriu a oportunidade. "É um jogador com quem já vinha conversando desde que voltei à seleção. Tenho a oportunidade de observá-lo em dois jogos para ver se continuamos apostando nele. Também estamos buscando alguma experiência para a posição", explicou o treinador.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]