De virada, o Figueirense bateu o Cruzeiro por 2 a 1 neste domingo, no Mineirão, e praticamente tirou as chances da Raposa em conquistar o título. O gol do triunfo alvinegro saiu aos 47 minutos do segundo tempo, com Peter. Antes, Felipe Santana (contra) e André Santos marcaram os outros tentos da partida.

André Santos marca um golaço e atrapalha a vida da Raposa

Apesar da vitória do São Paulo sobre o Inter, a Raposa não entrou abatida e partiu para cima dos visitantes. Empurrado pela torcida, o time celeste pressionou bastante no início. Como na bola que Roni mandou no travessão logo aos 12 minutos e que no rebote ainda teve mais uma chance com Marcelo Moreno, que mandou nas mãos do goleiro Wilson.

Pressão e gol

O gol saiu com 18 de jogo. Bela arrancada de Leandro Domingues pela direita e o meia cruzou rasteiro para a pequena área. O zagueiro Felipe Santana tentou cortar e jogou contra o patrimônio, estufando a rede.

Ramires entrou na área pelo lado esquerdo, aos 34 minutos, e teve mais uma chance para o Cruzeiro. Ele obrigou Wilson a fazer uma difícil defesa em dois tempos, mas não marcou.

O Figueira, que até então tinha mais posse de bola (54% a 46%), não conseguia levar perigo a Fábio. Mas, nos minutos finais, a equipe catarinense se acendeu e conseguiu reagir. Aos 42, Ruy avançou pela direita e cruzou forte. Fábio salvou, espalmando para frente. No rebote, Fernandes chutou de fora da área, e André Santos, num lindo toque de chaleira, encobriu o goleiro e o volante Charles, que estava em cima da linha: 1 a 1.

A segunda etapa começou com gritos da torcida cruzeirense exigindo a presença de Guilherme em campo. E ela foi atendida. Dorival Júnior tirou Marcelo Moreno para colocar o xodó. Ele mostrou a que veio com menos de um minuto em campo. Entrou livre na área, mas perdeu grande chance ao mandar à direita do gol.

Minutos finais de pressão

O Figueira respondeu no lance seguinte. Chute de longe de Cleiton Xavier assustou Fábio, que acompanhou a bola sair à direita.

Era lá e cá. Aos 20, Maicosuel ganhou dividida de Asprilla e, assim como Guilherme, ficou cara a cara com Wilson. O chute do meia celeste parou no pé direito esticado do goleiro, que fez grande defesa.

Gol do Cruzeiro foi marcado por um jogador do FigueirenseSomente nos 20 minutos finais o Cruzeiro foi superior. Aos 28, Mariano fintou César Prates, tabelou com Guilherme, cortou para o meio e pecou na finalização, quase marcando um golaço. Cinco minutos depois, Maicosuel bateu falta da esquerda, Thiago Martinelli cabeceou sozinho, mas jogou à esquerda de Wilson.

O goleiro alvinegro foi mesmo a pedra no sapato da Raposa. Nos acréscimos, Thiago Heleno soltou uma bomba de fora da área. O camisa 1 espalmou para escanteio.

No fim, o golpe de misericórdia. Nos acréscimos, Alexandre puxou contra-ataque e tocou para Peter mandar para a rede na saída de Fábio: 2 a 1.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]