Nei deve ser o dono da camisa 2 no ABC paulista, contra o Santo André | Aniele Nascimento / Gazeta do Povo
Nei deve ser o dono da camisa 2 no ABC paulista, contra o Santo André| Foto: Aniele Nascimento / Gazeta do Povo

Como há duas rodadas atrás, o Atlético Paranaense busca longe de Curitiba o fôlego necessário para se afastar da zona do rebaixamento e brigar por algo melhor no Brasileirão. Contra o Grêmio, no Olímpico, a derrota impediu esta importante guinada e empurrou o time para a zona do rebaixamento. Para evitar uma história semelhante, a meta dos comandados de Waldemar Lemos é vencer o Santo André nesta quarta-feira, às 21h, no Bruno José Daniel.

A Gazeta do Povo On-Line acompanha as emoções da partida em Tempo Real a partir das 20h45.

Se conseguir a segunda vitória fora de casa neste Nacional, o time atleticano pode figurar pela primeira vez entre os 10 mais bem colocados, ultrapassando inclusive o próprio Ramalhão. Mas o treinador rubro-negro terá problemas mais uma vez para escalar o Atlético. Lesionado, o zagueiro Antônio Carlos continua vetado, enquanto o atacante Wallyson reclamou de um desconforto muscular e será poupado.

"Ele vinha de uma lesão mais grave, por isso preferimos não utilizá-lo nesta rodada", disse o médico Alexandre Cabral, por telefone, à Gazeta do Povo. Outros três atletas – o lateral-direito Raul, o volante Renan e o meia Gabriel Pimba – vão servir à seleção brasileira sub-20 e também ficam de fora da lista de relacionados. Por outro lado, o atacante Rafael Moura reassume a condição de titular no ataque, ao lado de Wesley.

Dúvida mesmo está na ala direita. "O Nei e o Alberto estão com muita vontade e qualidade, mas ainda não decidi", disse Waldemar Lemos após o treino desta terça-feira, no CT do Caju, o último antes da viagem para São Paulo. A tendência é que o primeiro retorne à condição de titular pela primeira vez desde agosto do ano passado, quando rompeu os ligamentos do joelho.

"Vontade nunca faltou nem vai faltar. Acho que consigo aguentar uns 70, 80 minutos, dependendo da pegada do jogo, mas o professor Waldemar ainda vai definir. Estou tranquilo", comentou Nei. Sobre o adversário, o comandante atleticano espera dificuldades. "Todas as equipes dentro do Brasileiro são muito boas, é o campeonato mais difícil do mundo", concluiu.

Santo André

Depois da vitória sobre o Fluminense no Rio de Janeiro, o Santo André se aproximou da parte de cima da tabela. Mas engana-se quem pensa que o técnico Sérgio Guedes está satisfeito com o que viu até aqui. A expectativa é vencer e melhorar o retrospecto também dentro de casa, para sonhar com voos mais altos no Brasileirão.

O único desfalque certo do Ramalhão é o zagueiro Cesinha, suspenso pelo terceiro amarelo. Vinícius Orlando e Dininho brigam pela posição na defesa.

SANTO ANDRÉ x ATLÉTICO PARANAENSE – 15/07/09, às 21h

Local: Estádio Bruno José Daniel, em Santo André-SP.

Transmissão: TV – Premiere FC; Lance a Lance – Gazeta do Povo On-Line.

Árbitro: Célio Amorim (Asp. Fifa/SC).

Auxiliares: Kléber Lúcio Gil (SC) e Lilian da Silva Fernandes Bruno (RJ).

Santo André – Neneca; Cicinho, Vinicius Orlando (Dininho), Marcel e Gustavo Nery; Fernando, Ricardo Conceição, Élvis e Marcelinho Carioca; Antônio Flávio e Nunes. Técnico: Sérgio Guedes.

Atlético – Vinícius; Nei (Alberto), Rafael Santos, Rhodolfo e Márcio Azevedo; Valencia, Chico, Paulo Baier e Marcinho; Wesley e Rafael Moura. Técnico: Waldemar Lemos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]