Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Jogadores do Atlético durante treino no CT do Caju. | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
Jogadores do Atlético durante treino no CT do Caju.| Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

Uma decisão tomada pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no dia 2 de outubro, em Bogotá, capital da Colômbia, transformou o caráter do duelo entre Grêmio e Atlético , na noite desta quinta-feira (13), às 21 h, em Porto Alegre.

Naquele dia, a ampliação da Libertadores de 38 para 44 times foi anunciada. E, em consequência disso, o G4 do Campeonato Brasileiro virou G6. Cenário que transforma o embate entre o Tricolor gaúcho e o Furacão em uma ‘final antecipada’ na luta por uma das vagas extras. Os donos da casa estão na 8.ª posição, com 43 pontos. Os visitantes estão na 6.ª colocação, com 45.

TABELA: Veja como está a classificação da Série A

PRÉVIA: confira os palpites para os jogos da 30ª rodada do Brasileiro

“Isso é mais um clichê no futebol, quando você fala que a partida é uma decisão”, ameniza o técnico atleticano Paulo Autuori. “Todo jogo deve ser disputado com uma atitude vitoriosa. Tem muito mais a ver com isso. E isso você não consegue em um jogo, mas sim no dia a dia construindo uma mentalidade vitoriosa”, prossegue.

Guia do G6: a tabela, os trunfos dos concorrentes e o palpite sobre quem vai se garantir na Libertadores

Leia a matéria completa

Apesar das palavras de Autuori, o fato é que Grêmio e Atlético prometem fazer o grande jogo da rodada. Situação que provavelmente não aconteceria, não fossem as mudanças no regulamento da Série A durante a disputa. Isto porque o atual quarto colocado, o Santos, tem 51 pontos: seis a mais que o Atlético; oito a mais que o Grêmio.

FICHA TÉCNICA: veja como entrarão em campo Atlético e Grêmio

Distância que seria difícil de ser tirada nas nove rodadas finais do certame. “A gente se prepara para este jogo com uma concentração maior. Até porque, na tabela, a diferença de poucos é pouca entre os times”, revela o volante Matheus Rossetto. “Estamos concentrados para a partida, trabalhando firme, para podermos conquistar esta vaga na Libertadores”, continua.

Para o confronto, Autuori aguarda um adversário com a cara do técnico Renato Gaúcho, que assumiu o time no mês passado. “O Renato teve pouco tempo para treinar, mas já pôde apresentar suas ideias. O time já mudou, tem um jogo mais reto, menos posse de bola”, analisa.

Autuori não contará com o atacante Lucas Fernandes, suspenso. Recuperando-se de lesões, os laterais Nicolas e Sidcley, o volante Deivid, os meias Luciano Cabral e Nikão e os atacantes Luan e André Lima também ficam de fora.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]