i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
sul-americana

Atlético vence Luqueño por 1 a 0 e abre vantagem nas quartas da Sul-Americana

  • PorAndré Pugliesi e Felipe Raicoski, especial para a Gazeta do Povo
  • 21/10/2015 20:58
Marcos Guilherme celebra o gol do jogo na Baixada. | Albari Rosa/Gazeta do Povo
Marcos Guilherme celebra o gol do jogo na Baixada.| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

Os jogadores do Sportivo Luqueño tiraram fotos no gramado da Arena, a torcida paraguaia lotou o seu espaço, mas o Atlético fez valer o mando de campo. Largou na frente no confronto válido pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, ao triunfar por 1 a 0, nesta quarta-feira (21).

Com o resultado, gol de Marcos Guilherme, o Furacão ainda encerrou um jejum incômodo. Eram cinco partidas seguidas sem vencer, quatro pelo Brasileiro e uma pela Sul-Americana. O último sucesso havia sido contra o Brasília (1 a 0), dia 24 de setembro, pelo torneio internacional.

FOTOS: Porcos, cerveja, crianças e musa. Torcida do Luqueño fez festa na Baixada

Foi também o primeiro triunfo do técnico Cristóvão Borges no comando da equipe. Até então, o substituto de Milton Mendes havia comandado o time no empate com o Cruzeiro (2 a 2) e no revés para o Corinthians (4 a 1).

O confronto de volta com o Luqueño pelas quartas de final será disputado na próxima quarta-feira (28), no estádio Feliciano Cáceres, em Luque, no Paraguai. Quem passar, pega nas semifinais o vencedor de Chapecoense e River Plate. “O jogo foi muito catimbado, com marcação acirrada. E na volta, pela mobilização deles, pelo estádio, será 10 vezes pior. Será uma grande pressão, mas vamos no preparar. Sabemos o que vamos encontrar”, projeta Cristovão.

LANCE A LANCE: Veja como foi Atlético x Sportivo Luqueño

A bola rolou na Baixada e o Atlético passou a controlar as ações. Foi assim ao longo de todo o primeiro tempo, que terminou com 63,8% de posse de bola, contra 36,2% dos paraguaios. Entretanto, a superioridade no controle das ações não foi convertida em chances de gol.

Sem sofrer gols, defesa vira trunfo do Atlético na Sul-Americana

Leia a matéria completa

Foram três finalizações do Furacão, todas no alvo, mas apenas uma representou perigo para o goleiro Jorge Chena. Weverton, por sua vez, praticamente não trabalhou. O adversário arrematou três vezes, sempre sem direção.

GALERIA: veja imagens da partida na Arena

O segundo tempo começou com o mesmo panorama. Aos 6 minutos, Walter deixou Dellatorre de frente para o gol, mas o atacante perdeu. Mais tarde, aos 18 minutos, quem teve a chance foi Marcos Guilherme, e o meia não desperdiçou.

Walter ganhou a jogada na direita e cruzou na segunda trave. Nikão encontrou Marcos Guilherme na entrada da área, o camisa 10 ajeitou e tocou com categoria no canto esquerdo do goleiro: 1 a 0 para o Atlético.

Muita emoção de Marcos Guilherm após marcar.Albari Rosa/Gazeta do Povo

Atrás no placar, os paraguaios passaram a arriscar mais, enquanto os donos da casa ficaram com os contra-ataques. E somente já nos minutos finais uma oportunidade clara de gol foi criada. Di Vanni apareceu livre e chutou para Weverton defender.

O Atlético volta a campo no sábado (25), às 17h, para enfrentar o Fluminense, no Rio de Janeiro, pelo Brasileiro.

Confira quem foram os destaques da partida:

Craque

Walter

Albari Rosa/Gazeta do Povo

Além de ser a referência do ataque do Furacão, Walter se move o jogo todo, abre espaços para a criação do time e volta para buscar jogo. O lance do gol saiu de uma bola em que Walter brigou com o zagueiro, ganhou e foi ao fundo para cruzar.

Bonde

Hernani

Albari Rosa/Gazeta do Povo

O volante não conseguiu endurecer a marcação na primeira etapa e as principais jogadas ofensivas do Luqueño saíram nas costas do jogador. As falhas na marcação e os erros de passe - foram três no primeiro tempo - fizeram a torcida pegar no pé do jogador. Cristóvão Borges sacou o volante no intervalo.

Guerreiro

Marcos Guilherme

Voluntarioso, o meia carregou a bola, puxou contra-ataques e foi o principal encarregado da criação rubro-negra, já que Bruno Mota pouco apareceu na partida.

Gols

2º tempo

1 x 0 (18 min) – Walter ganha a jogada de Leguizamón pela direita e cruza, Nikão recebe atrás da zaga e toca para trás, Marcos Guilherme chega batendo da meia lua e acerta o canto esquerdo de Chena.

Chave do jogo

O jogo foi fraco tecnicamente, com diversos erros de passe e poucas chances de gol. O Sportivo Luqueño veio a Curitiba para tentar levar a decisão para o segundo jogo e armou um esquema defensivo, com marcação acirrada e tentando explorar os contra-ataques. O Atlético ficou preso na marcação paraguaia, os jogadores se mostraram irritados com a pressão do Luqueño e o jogo teve muitas jogadas ríspidas e poucas chances. Em uma das poucas oportunidades criadas pelo Atlético, Marcos Guilherme acertou o chute e marcou o gol do jogo.

Cartões

Amarelos: Bruno Mota (Atlético); Báez, Leguizamón, Miño, Chena, Ramírez (Luqueño)

Jogo de volta:

  • Partida foi dura no primeiro tempo, com muitas trombadas.
  • Com cartão amarelo, Hernani acabou substituído no intervalo por Pereirinha.
  • O camisa 18 Walter iniciou a jogada do primeiro gol do Atlético.
  • Marcos Guilherme, o camisa 10 do Atlético, comemorou muito o gol marcado na Baixada.
  • Goleiro Chena dá bronca em Marcos Guilherme após bola dividida na área do Luqueño.
  • Dellatorre ganhou uma chance no ataque titular, mas não aproveitou. Saiu no segundo tempo para a entrada de Nikão.
  • Presidente Mario Celso Petraglia acompanhou jogo em um dos camarotes da Arena.
  • O chileno Vilches em mais uma disputa de bola.
  • Torcida atleticana mostrou apreensão. Só o gol de Marcos Guilherme trouxe alívio.
  • Torcida do Luqueño esteve em peso na Arena.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.