Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Cirino em ação pelo Flamengo. | /
Cirino em ação pelo Flamengo.| Foto: /

Sem espaço no Flamengo, o atacante Marcelo Cirino pode voltar ao Atlético na próxima temporada. Segundo o agente do atleta, Pablo Miranda, o jogador de 24 anos quer “jogar” em 2017, o que não deve acontecer no clube carioca. O problema para o retorno do jogador é a complexidade da transação.

MERCADO DA BOLA: veja quem seu time já contratou e perdeu para a temporada 2017

“Ele gosta muito do Atlético. É um negócio difícil para qualquer clube porque são várias partes envolvidas, mas para o Atlético pode ser mais fácil por ter parte dos direitos do Marcelo. Ele quer jogar, mas estamos esperando o Flamengo decidir o que quer fazer”, garante o empresário. Em outubro, o Santos também manifestou o interesse em contratar o atacante.

‘O Atlético é uma das grandes forças do futebol’, exalta Grafite, perto de acerto; ouça

Leia a matéria completa

O contrato de Marcelo Cirino com o Flamengo tem uma série de detalhes. O grupo maltês de investimento Doyen Sports comprou 50% dos direitos do atacante por R$ 16 milhões no final de 2014 e repassou o atleta por empréstimo ao clube carioca até dezembro de 2017. O Atlético permaneceu com os outros 50% do jogador e ainda tem contrato com Marcelo Cirino até o final de 2019.

A complicação é que o Flamengo precisa vender o atacante, por pelo menos 3,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 13 milhões), mais juros, para pagar a Doyen e ressarcir o investimento feito pelo grupo. Caso não negocie o atleta até o final de 2017, o Flamengo terá que arcar com o valor. “Não tem como ele sair agora sem que esse valor seja pago”, explica o empresário.

Se Marcelo Cirino não for negociado até o final de 2017 pelo Flamengo, ele retornará ao Atlético para cumprir o final do seu contrato. “Para ele voltar em 2016, o Atlético tem que negociar com Flamengo e com as outras partes envolvidas. É complexo”, finaliza Miranda.

Formado no CT do Caju, Marcelo Cirino atuou cinco temporadas pelo Furacão e marcou 32 gols. Em 2012, conquistou o acesso para a Série A e, em 2013, levou o Rubro-Negro para a Libertadores. Já no Flamengo, marcou a maioria dos gols no campeonato estadual e foi reserva na maior parte das duas temporadas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]