Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
“É surreal”, lamenta Petraglia após o não acontecimento do Atletiba. | ALexandre Mazzo/Gazeta do Povo
“É surreal”, lamenta Petraglia após o não acontecimento do Atletiba.| Foto: ALexandre Mazzo/Gazeta do Povo

Mário Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo do Atlético, promete tomar as medidas judiciais junto com o Coritiba contra a Federação Paranaense de Futebol (FPF) pelo clássico na tarde de domingo (19) não ter ocorrido. Os clubes fecharam patrocínios específicos para a transmissão via web do Atletiba.

O dia em que Hélio Cury tentou ser maior que o Atletiba e se deu mal

Leia a matéria completa

“Eu não trabalho com suposição. Eles [FPF] estão alegando e é o direito deles de dizer sobre o regulamento e que nós não fizemos o credenciamento para a partida. Há mais mistério entre o céu e a terra. Eu tenho uma posição quanto a minha instituição e que a minha instituição vai tomar as medidas cabíveis. Quanto os departamentos jurídicos, os dois clubes farão todas as medidas possíveis”, garantiu.

“Mas a minha posição pessoal eu posso dizer aqui: é claro que foi uma retaliação”, afirmou Petraglia ao ser questionado em entrevista ao canal ESPN sobre uma suposta retaliação pelo fato da dupla Atletiba não ter negociado os direitos de transmissão do Paranaense.

A FPF exige que o credenciamento da imprensa, ou do staff do clube, sejam mandados até às 16h do penúltimo dia anterior ao jogo. No caso, até às 16h da quinta-feira (16). A Federação informou, via assessoria de imprensa, que profissionais que iriam fazer a transmissão foram barrados antes do jogo por não estarem credenciados, e os mesmos entraram dentro do gramado por outro acesso e sem a autorização dos responsáveis da Federação.

“A Federação alega baseado no regulamento esdruxulo e absurdo, que até quinta-feira (16), os clubes tinham que ter credenciados os profissionais de imprensa para a partida. Isso é ridículo, não tem cabimento. Tem havido em outras partidas credenciamentos em cima da hora, uma hora antes do jogo. A responsável pelos credenciamentos estava lá na frente e poderia ter feito duas ou três horas antes da partida. Nós somos adultos. É surreal”, alegou o cartola.

Petraglia também revela que torcedores do Atlético mandaram mensagem para ele informando que vão entrar na justiça contra a FPF. “O que nós valorizamos são centenas de mensagens recebidas nossa e de torcedores do Coritiba que vão entrar contra a FPF e contra o próprio presidente da FPF [Hélio Cury]”, finalizou o dirigente.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]