i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Brasileiro

Números mostram que Atlético e Coritiba estão sendo ‘bombardeados’ no início da Série A

Estatísticas revelam que os goleiros da dupla Atletiba são os mais exigidos do torneio e que adversários registram seus melhores números ofensivos contra os paranaenses

  • PorFelipe Raicoski
  • 31/05/2016 22:04

Atlético e Coritiba estão entre os times mais atacados nas quatro primeiras rodadas do Brasileiro . Neste período, nenhum goleiro trabalhou tanto quanto Wilson, do Coritiba, e Weverton, do Atlético. Eles lideram a estatística de defesas na competição, com 13 e 12 intervenções, respectivamente, segundo o site de estatísticas Footstats.

ESTATÍSTICAS: Confira os números referentes a Atlético e Coritiba

Os dois estão acostumados com o trabalho pesado. Na última temporada, o atleticano liderou o quesito, com 108 defesas em 36 jogos, enquanto o alviverde só não esteve entre os líderes porque jogou apenas 27 partidas, mas tem média comparável à do rival (3), com 2,6 intervenções por jogo.

Apesar das performances acima da média de seus arqueiros, as duas equipes estão entre as que mais sofreram gols. O Furacão é o time mais vazado, ao lado de Cruzeiro e Vitória, com oito tentos. O Coxa tem a sétima pior defesa, com cinco sofridos.

Os números deste começo de Nacional apontam para a fragilidade defensiva dos sistemas de marcação das duas equipes, além de indicar um crescimento dos adversários quando enfrentam os dois times do estado.

TABELA: Confira a classificação da Série A

As estatísticas apontam um crescimento dos adversários quando enfrentam as equipes paranaenses. Atlético-MG, Figueirense e Palmeiras, por exemplo, mantiveram mais a bola sob seu controle, trocaram mais passes e finalizaram mais contra o Furacão do que nas outras partidas que fizeram no Brasileiro.

O Coritiba, por sua vez, só não favoreceu os números do Cruzeiro. Grêmio, Santos e São Paulo se beneficiaram, tendo mais posse de bola, arremates e troca de passes diante dos alviverdes em comparação a seus outros duelos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.