Vanderlei comemora o pênalti de Guerrón defendido | Albari Rosa / Gazeta do Povo
Vanderlei comemora o pênalti de Guerrón defendido| Foto: Albari Rosa / Gazeta do Povo

Acusado de falhar na primeira partida decisiva contra o Atlético, o goleiro Vanderlei virou um dos destaques na conquista alviverde do tricampeonato paranaense. Na partida deste domingo (13) no Couto Pereira, o arqueiro do Coritiba defendeu o pênalti do atacante Guerrón, o quarto cobrado pelo Atlético.

Para conseguir tal feito, Vanderlei estudou as cobranças recentes do equatoriano e comemorou o acerto do canto escolhido. "Da última vez, ele [Guerrón] bateu no canto direito. Dessa vez, ele escolheu o esquerdo. Fico feliz por ter acertado", disse o goleiro.

Mais do que trabalhar a parte física, Vanderlei teve que analisar, longe das traves, o comportamento dos prováveis batedores do Furacão. De acordo com o preparador de goleiros do Coritiba, Rogério Maia, o goleiro foi preciso na análise dos vídeos selecionados pela equipe técnica.

"Nós sabíamos o risco [de levar o jogo para os pênaltis]. O Vanderlei soube observar bem o material que tínhamos", destacou. Maia explicou que o goleiro alviverde estudou as maneiras de cobrar de Alan Bahia e Ligüera, os mais cotados para as cobranças atleticanas. No caso do meia uruguaio, Vanderlei chegou a estudar cobranças dele quando jogava pelo Olímpia (Paraguai) e Peñarol (Uruguai).

ReconhecimentoDesde que deixou o Paranavaí, time com o qual foi campeão paranaense em 2007, Vanderlei vive fases distintas no Coritiba. Como reserva de Edson Bastos, o jogador só teve chances de ser o dono da meta coxa-branca quando uma lesão tirava o então titular de combate.

Desde o ano passado, porém, quando Bastos enfrentou uma série de falhas decisivas, o goleiro ganhou a confiança do técnico Marcelo Oliveira. "Não tenho comentários sobre o Vanderlei. Ele é um dos melhores goleiros no Brasil", decretou o atacante Anderson Aquino.

Bastos, titular apenas na vitória diante do Roma, pela última rodada do returno, não negou a torcida pelo companheiro de meta. "Eu só torci. Até briguei com o Vanderlei que até que enfim ele me deu um título", brincou o reserva. "A gente comemora sempre junto".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]