| /
| Foto: /

Atitude. É essa a aposta do Coritiba para seguir na Copa do Brasil. No jogo desta quarta-feira (13), às 22h, contra o Fortaleza, o Coxa pretende acabar com a série de maus resultados – são cinco derrotas nos últimos seis jogos – apresentando uma nova postura.

“Até conversamos sobre isso, que precisamos ter mais atitude dentro de campo. A gente toca a bola, mas ficar só tocando não ajuda nada. Temos de ter mais atitude, buscar o jogo, para chegar na frente e chegar aos gols”, diz o atacante Rafhael Lucas

Como perdeu o jogo de ida, no Ceará, por 2 a 1, um triunfo simples basta para os paranaenses. A decisão vai para os pênaltis se o Alviverde devolver o placar do Castelão. Agora, se tomar dois ou mais gols, o Coritiba precisará vencer por diferença de dois gols.

Para o lateral-direito Ivan, a partida contra o Londrina, na semifinal do Paranaense, é uma inspiração. Na ocasião, o time perdeu pelo placar mínimo fora de casa, mas venceu e se classificou com três gols em apenas 45 minutos no jogo de volta. “Temos 90 minutos para trabalhar, buscando o primeiro gol e não tomar nenhum. Com 1 a 0 a gente classifica. Vamos atrás disso aí, sempre focados e com a cabeça boa”, acredita.

Os times

Marquinhos Santos vai mudar bastante o time. Sem Luccas Claro, vetado por causa de uma lesão na coxa, Leandro Silva será titular. Na lateral direita, Ivan substitui o suspenso Norberto. Na esquerda, Carlinhos, com dores musculares, é dúvida. Se não jogar, Welinton fará sua função. No meio, Hélder deve ser titular, mesmo não treinando na terça (12) porque foi até a Salvador resolver questões burocráticas com seu ex-clube, o Bahia. Os meias Thiago Galhardo e Ruy, que faz sua estreia na temporada, serão os responsáveis por municiar o ataque de Negueba e Rafhael Lucas.

Do lado do Leão do Pici, duas mudanças. O zagueiro Lima e o atacante Lúcio Maranhão deixam o time para as entradas de Genilson e Cassiano, respectivamente. Com dores, o volante Corrêa não participou do último treino, mas deve ser mantido entre os titulares de Marcelo Chamusca. Caso não tenha condições, Auremir será seu substituto.

Histórico

O Coxa tem cinco vitórias, quatro empates e três derrotas diante do Fortaleza, com 17 gols marcados e 15 sofridos. Na Copa do Brasil, o confronto é apenas o terceiro entre as duas equipes – a primeira foi em 1999. O O último jogo antes do reencontro na semana passada foi em 2007, pela Série B, com uma vitória para cada lado.

Campanha

O Coxa estreou na Copa do Brasil contra o Villa Nova-MG e despachou o adversário em Nova Lima com uma vitória por 3 a 0. O Fortaleza estreou com uma vitória sobre o River-PI fora de casa e depois venceu por 2 a 1 no Castelão, avançando à segunda fase. No primeiro duelo entre Leão e Alviverde, no Castelão, vantagem dos cearenses, que venceram por 2 a 1.

Curiosidade

Responsável por perder um gol incrível no primeiro jogo, quando acertou a trave em um lance com o goleiro Bruno totalmente batido, o atacante Lúcio Maranhão também perdeu a vaga no time de Marcelo Chamusca. O jogador será substituído por Cassiano.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]