i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Brasileiro

Para técnico coxa-branca, Deivid fez falta e time precisa se encaixar com Bill

Marquinhos Santos ressaltou função tática importante do atacante titular e prometeu trabalhar o time para se alinhar com o substituto

  • PorPedro Américo, especial para a Gazeta do Povo
  • 28/07/2013 19:18
Técnico Marquinhos Santos analisou a mudança no ataque alviverde com a troca de Deivid por Bill | Jonathan Campos / Gazeta do Povo
Técnico Marquinhos Santos analisou a mudança no ataque alviverde com a troca de Deivid por Bill| Foto: Jonathan Campos / Gazeta do Povo

Para o técnico Marquinhos Santos, a ausência do atacante Deivid pesou no empate do Coritiba com o Vitória por 1 a 1 neste domingo (28), no Couto Pereira. O treinador, que precisou adiantar a reestreia de Bill por causa da lesão do titular - criticado pela torcida nas últimas partidas - destacou a importância do camisa 9 em seu esquema e a necessidade de alinhar a equipe ao estilo de jogo do novo centroavante.

"Para muitos, o Deivid não se encontra bem nos jogos, mas ele faz muita diferença na parte tática. Tivemos a entrada do Bill, e isso mudou algumas coisas na estratégia, já que ele tem outras características. É um jogador bom, forte, determinado. O que nós temos de fazer agora é encaixar o Bill no estilo de jogo do grupo", disse Marquinhos.

A previsão do departamento médico é de que Deivid, com uma lesão no joelho, fique cerca de três semanas afastado.

Jogando com a camisa 13 na volta ao clube, Bill se mostrou fora de ritmo e foi abaixo das expectativas. Teve duas ótimas oportunidades de gol, porém a falta de ritmo pesou na hora de finalizar e ele errou as cabeçadas na cara do gol. Também ficou em posição de impedimento várias vezes. O próprio jogador se deu apenas "nota quatro" na partida.

Aos 32 minutos do segundo tempo, foi substituído por Keirrison, que de acordo com Marquinhos Santos é outro jogador que precisa recuperar a forma. "A expectativa da torcida, nossa, e do clube é de que ele suporte pelo menos meio tempo de jogo, em princípio. Afinal, foram dois anos parado, isso é muito tempo para um atleta de alto rendimento. Precisamos ter esse cuidado importante para que volte a suportar intensidade de jogo, e isso será de maneira gradativa", explicou o técnico.

Outro jogador que busca recuperar o ritmo é o zagueiro Emerson, que jogou 90 minutos pela primeira vez desde a lesão que o afastou por quase um ano dos gramados. A participação dele - substituindo o suspenso Leandro Almeida - agradou Marquinhos Santos. "Fiquei feliz que suportou a intensidade do jogo, ainda mais pelo fato de a equipe adversária ser rápida, principalmente nos contra-ataques. No começo teve algumas dificuldades. Nós ajustamos o posicionamento e teve um segundo tempo primoroso. Aos poucos também está ganhando ritmo", analisou.

Novo desfalque

Ainda no início da partida, o volante Júnior Urso, outra peça importante taticamente, sentiu dores no joelho e teve de ser substituído por Willian. Ele será avaliado pelo departamento médico do Coritiba nesta segunda-feira para saber a gravidade da lesão.

Resultado positivo

Apesar de o Coritiba jogar em casa e de ter perdido a chance de voltar à liderança, para Marquinhos Santos o empate com o Vitória não pode ser visto como resultado negativo. Segundo ele, o ponto conquistado estava contabilizado no esquema das mini-metas – em blocos de cinco jogos, conquistar entre 9 e 11 pontos.

"Como nós alcançamos essa meta nos jogos fora de casa, nos demos a liberdade de trabalhar com a possibilidade da vitória ou de um empate aqui no Couto. Claro que iremos buscar a vitória no próximo jogo, mas estamos tranquilos quanto a isso", falou o técnico.

O time dele fez exatamente 11 pontos nas cinco primeiras rodadas. Nas últimas quatro, conquistou mais seis pontos. Para fechar bem o planejamento, é necessária uma vitória sobre a Ponte Preta na partida de quarta-feira, novamente no Couto Pereira, pela décima rodada.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.