Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Ricardo Gomyde ganhou aval da Justiça para concorrer à presidência da Federação Paranaense de Futebol, neste sábado. | Lucas Pontes/Gazeta do Povo
Ricardo Gomyde ganhou aval da Justiça para concorrer à presidência da Federação Paranaense de Futebol, neste sábado.| Foto: Lucas Pontes/Gazeta do Povo

Na véspera da eleição para a presidência da Federação Paranaense de Futebol, marcada para este sábado (21), o candidato de oposição Ricardo Gomyde conseguiu nesta sexta-feira (20) liminar na Justiça para registrar sua chapa na disputa.

O confuso regulamento do Conselho Eleitoral exige que, para uma chapa ser legitimada, tenha o apoio de 30 entidades, dentre 59 consideradas aptas. Enquanto Helio Cury tinha 40 apoios registrados, Gomyde tem o suporte do Trio de Ferro da capital, além do suporte de outras 19 agremiações. No entanto, a oposição sustenta que tem 34 adesões.

A defesa de Gomyde entrou com liminar alegando que, na condição de chapa de oposição, não lhe foi permitido conhecer as filiadas com a mesma antecedência da chapa da situação. A juíza Julia Maria Tesseroli de Paula Rezende acatou a medida, afirmando que houve violação ao princípio da isonomia.

O advogado de Hélio Cury, Emerson Fukushima, no entanto, afirmou que não tem conhecimento da decisão mas que, se o pedido foi realmente deferido, a decisão fere normas estatuárias. “É um desrespeito à autonomia da Federação Paranaense de Futebol, é contrária à Lei e não observa a jurisprudência de não intervenção do Poder Judiciário”, resumiu.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]