Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Técnico Wagner Lopes orienta os jogadores do Paraná. | Giuliano Gomes/Gazeta do Povo
Técnico Wagner Lopes orienta os jogadores do Paraná.| Foto: Giuliano Gomes/Gazeta do Povo

O Paraná chega embalado para enfrentar o ASA no Alagoas, nesta quinta-feira (16), às 21h30, no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O time da Vila Capanema venceu oito dos 12 jogos que fez no ano e, com um aproveitamento de 72,2%, ostenta o melhor desempenho da temporada entre todas as equipes da Série B do futebol nacional (veja o ranking completo).

Além de seguir vivo no torneio mata-mata, o Tricolor está perto da classificação na Primeira Liga e lidera o Paranaense. Os números animam a torcida que sonha com o acesso no final do ano, encerrando o martírio na Segundona que já dura dez anos.

TABELA: confira os resultados e o chaveamento da Copa do Brasil

Mentor do futebol no Paraná aposta em ‘listão’ de reforços para a Série B

Leia a matéria completa

Dentro do clube, porém, a empolgação está vetada. O técnico Wagner Lopes, os jogadores e a diretoria tem alinhado o discurso de que nada foi ganho e que é preciso manter os pés no chão.

“Nós continuamos humildes, comendo pelas beiradas. Não adianta nada começar bem o ano e terminar mal. É claro que a gente acredita muito no grupo e na diretoria. O presidente tem cumprido com as obrigações, mas vamos continuar trabalhando, deixando o favoritismo para outros clubes”, destaca Lopes.

FICHA TÉCNICA: veja como entrarão em campo Asa e Paraná

O mau exemplo vem da temporada passada. O Paraná emendou cinco vitórias nas cinco primeiras rodadas do Estadual de 2016, o que criou uma falsa expectativa. A temporada terminou de forma deprimente, com o clube amargando a pior campanha de sua história na Série B.

Dinheiro

A CBF anunciou um aumento na premiação geral da Copa do Brasil, o que favoreceu o Paraná. O Tricolor já havia embolsado R$ 1,245 milhão e agora receberá um acréscimo de R$ 240 mil.

O adversário desta quinta é considerado perigoso. O ASA eliminou o Coritiba em pleno Couto Pereira na fase anterior da competição e agora jogará dentro dos seus domínios, no Estádio Municipal de Arapiraca.

“Vai estar muito quente, a altura da grama é diferente do que a gente está acostumado e são muitas horas de voo. Não podemos achar que vai ser fácil, nem em Arapiraca e nem na Vila. Precisamos ter calma e saber duelar”, alerta o técnico paranista.

A missão tricolor é buscar um bom resultado visando o jogo de volta, na semana que vem, na Vila Capanema. O time terá de superar a ausência do meia Renatinho, suspenso. Jonas Pessalli deve ser o substituto. No comando do ataque, Ítalo ganhará mais uma chance, apesar de ter balançado a rede apenas uma vez na temporada. “Ele tem nos ajudado muito em todos os momentos, tem sido guerreiro e batalhado bastante. Atacante precisa fazer gols, mas não tenho duvida de que ele vai começar a marcar”, defende Lopes.

Confira o ranking de aproveitamento dos times da Série B em 2017:

***

FICHA TÉCNICA:

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]