• Carregando...
Treino do Paraná na Vila Capanema para o duelo com o Joinville, neste sábado. | Paraná Clube/Divulgação
Treino do Paraná na Vila Capanema para o duelo com o Joinville, neste sábado.| Foto: Paraná Clube/Divulgação

Em busca de sua primeira vitória no comando do Paraná diante do Joinville, sábado (25), às 16 horas, na Vila Capanema, pela 12.ª rodada da Série B , o técnico Marcelo Martelotte aposta na manutenção do time que empatou por 1 a 1 com o CRB na rodada anterior.

Muito por falta de opções. O departamento médico tricolor segue movimentado. O lateral-esquerdo Rafael Carioca, o zagueiro João Paulo, os volantes Anderson Uchôa, Jean e Lucas Otávio e o meia Nadson seguem fora de combate. Por outro lado, recuperado de uma lombalgia, o veterano atacante Robert volta a ficar à disposição, mas como opção no banco de reservas.

Na parte ofensiva a gente pode ter um rendimento melhor. Dentro de casa você tem que ter mais a posse de bola e a gente espera isso. É essa evolução que a gente espera

Marcelo Martelotte técnico do Paraná

“Para este jogo com o Joinville vai ser difícil que a gente tenha alguma novidade com relação aos jogadores que estavam fora”, admite Martelotte. “Diante disso, a intenção é a manutenção da equipe que jogou na terça-feira [contra o CRB] e que a meu ver teve um bom rendimento, boa postura dentro de campo e espero que a gente evolua com a manutenção do time”, prossegue.

O treinador espera que, com mais entrosamento, o Tricolor possa melhorar o desempenho ofensivo contra os catarinenses. “Na parte ofensiva a gente pode ter um rendimento melhor. Dentro de casa você tem que ter mais a posse de bola e a gente espera isso. É essa evolução que a gente espera”, cobra.

Quem comemora a nova chance na equipe é o zagueiro Alisson. Titular durante todo o Estadual, o prata da casa iniciou a Série B no banco de reservas, após a diretoria apostar na chegada da ‘dupla pronta’, Pitty e João Paulo, ambos do São Bento. “O Martelotte deu um novo gás para todos, até para os atletas que não estavam sendo utilizados”, celebra o zagueiro. “A gente fica chateado, não esperava [sair do time], mas aconteceu. Essa oportunidade veio em boa hora. Eu quero jogar. Todos estão na briga e temos de mostrar dentro de campo”, completa.

Desta maneira, o Paraná entrará em campo com: Marcos; Diego Tavares, Pitty, Alisson e Fernandes; Basso, Leandro Silva, Murilo Rangel e Válber; Robson e Lúcio Flávio.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]