i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Série b

Nova liderança espera ajustar a vida do Paraná

Advogado Rodrigo Vissoto, novo presidente do Conselho Deliberativo, espera mordenizar a administração tricolor

  • PorJulio Filho, especial para a Gazeta do Povo
  • 15/11/2014 21:02
Rodrigo Vissotto, 37 anos, encabeça o Deliberativo tricolor | Marcelo Andrade / Gazeta do Povo
Rodrigo Vissotto, 37 anos, encabeça o Deliberativo tricolor| Foto: Marcelo Andrade / Gazeta do Povo

O advogado Rodrigo Vissotto, 37 anos, eleito fim do mês passado novo presidente do Conselho Deliberativo do Paraná, assumiu o cargo com um objetivo bem definido: fortalecer as instituições do clube, em um processo de modernização administrativa.

O jovem dirigente assume o cargo, um dos mais importantes na hierarquia paranista, três meses após as críticas de João Luiz Carvalho, presidente da organizada Fúria. Quitéria, como é conhecido, atacou à época o baixo comparecimento nas reuniões e o foco em "pontos e vírgulas de documentos", em detrimento de mudanças mais importantes para o futuro do clube.

"Confesso que não conheço a posição dele. De qualquer forma, digo que este raio-X que foi realizado no estatuto decorreu de um projeto que visa a ações maiores. Era necessário. Tínhamos a necessidade de revisar cada ponto do estatuto e isso foi feito".

A meta é que cada um dos conselhos possua ambiente interno favorável para lidar com o sempre tumultuado território paranista. "Precisamos criar um ambiente capaz de enfrentar as dificuldades, que não são poucas", diz .

Dentre as alterações, aprovadas em agosto, estão a unificação dos planos de sócios torcedores e olímpicos, o aumento do mandato presidencial de dois para três anos e a criação de um conselho gestor – formado por três cargos eleitos e 11 vices.

Vissotto reconhece que as "heranças malditas", as inúmeras demandas judiciais contra o clube, são um problema a ser encarado de frente pelos mandatários. "É mais fácil tomar isso como fato e pensar em resolver o problema do que ficar lamentando o passado".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.