Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Nedo Xavier durante treino do Paraná: pressão por vitória. | Brunno Covello/Gazeta do Povo
Nedo Xavier durante treino do Paraná: pressão por vitória.| Foto: Brunno Covello/Gazeta do Povo

Em uma semana o Paraná saberá se brigará contra o rebaixamento na Série B ou se terá chances de voltar à elite. A partir desta terça-feira (7), quando enfrenta o Oeste, às 19h30, em Osasco, o Tricolor terá três jogos em sete dias e esses nove pontos em disputa vão definir a realidade da equipe na competição.

Se vencer o Oeste, depois o Vitória na Vila Capanema, sábado (11), e o ABC terça-feira (14), no Frasqueirão, o Paraná deve encostar no grupo dos primeiros colocados. Hoje a diferença entre ele, o 13.º, e o quarto colocado, o América-MG, é de oito pontos.

Por outro lado, a equipe paranista está apenas três pontos acima da zona do rebaixamento e pode ficar entre os quatro últimos já se perder para o Oeste, o que colocaria o emprego do técnico Nedo Xavier definitivamente em risco.

“Esses três jogos vão nos mostrar mais ou menos o caminhar da competição”, admite o atacante Fernando Viana, que retorna de suspensão. “Como está embolado, o pessoal lá de baixo está esperançoso de ir para o meio da tabela e quem está no meio quer ir para cima. Nós, que estamos do meio para baixo, com três vitórias vamos ficar em uma situação bem favorável”, acrescenta.

O lateral-direito Danilo Baia, outra novidade nesta terça, calcula que é preciso vencer pelo menos um dos dois confrontos fora de casa para que o Tricolor engrene. “É uma sequência muito decisiva para nós. Estamos bem focados em procurarmos nesses três jogos duas vitórias e um empate para darmos uma arrancada rumo ao G4”, projeta o jogador.

Uma tarefa difícil para um Tricolor que, mesmo há quatro jogos sem perder, ainda não venceu como visitante. Em 12 pontos disputados, conquistou apenas um – é a quarta pior campanha fora de casa na competição.

Pelo menos os mandantes não costumam fazer valer o fator casa. O Oeste é o quinto pior mandante, com quatro pontos em 12 que disputou. O ABC também pode ajudar: é o terceiro pior, com os mesmos quatro pontos em casa, mas de 18 disputados.

“Vamos entrar em campo com o respeito que eles merecem por estarem defendendo a camisa do Oeste, mas temos que nos impor para sair de lá com o resultado positivo. Como eles têm essa dificuldade de ganhar em casa, isso vai nos ajudar bastante”, aposta Fernando Viana.

Além do atacante e do lateral-direito, o técnico Nedo Xavier ainda terá o atacante Wanderson, o volante Éder e o meia Rafael Costa como novidades. Mais uma vez que o comandante paranista não poderá repetir a escalação de um jogo para outro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]