Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

Patrimônio

Vila Capanema é avaliada antes de possível cessão à Prefeitura

Análises técnicas vão determinar o valor de mercado do estádio para uma eventual negociação entre poder municipal, União e o Paraná

  • Bruna Bill
Acordo entre Paraná e prefeitura pela Vila Capanema pode pôr fim ao processo do clube contra a União |
Acordo entre Paraná e prefeitura pela Vila Capanema pode pôr fim ao processo do clube contra a União
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A proposta do Paraná feita à Prefeitura de Curitiba para receber uma Arena “Padrão Fifa” em troca da Vila Capanema segue em avaliação por diversos órgãos ligados ao município, que fazem análises técnicas para ver a possibilidade da transação.

A troca do Durival Britto por um novo estádio (onde fica a Vila Olímpica do Boqueirão) é uma negociação que envolve também a União, proprietária do terreno no Jardim Botânico, e o clube, que tem a posse. O embate é mote de processos judiciais há pelo menos quatro décadas.

O Paraná retomou as negociações no fim de outubro e recebeu um prazo de até 40 dias até a conclusão das análises solicitadas pela prefeitura. De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Governo, algumas etapas já foram concluídas, mas não podem ser divulgadas.

O terreno do estádio, discutido na Justiça desde 1971, teria passado pela análise do Departamento de Patrimônio Histórico do IPPUC, segundo a assessoria do gabinete.

A intenção da prefeitura é que a União ceda o espaço à administração municipal, para que seja construído um novo centro administrativo, em uma área de 100 mil m² e com um valor estimado entre R$ 350 milhões e R$ 450 mi.

No Boqueirão, a Vila Olímpica passou por uma análise orçamentária, que determina os valores necessários e a capacidade financeira do município para bancar a reforma e construção de um novo estádio, que seria erguido pela prefeitura e entregue ao clube como ressarcimento. O projeto do Paraná prevê a construção de uma arena capaz de sediar jogos e outros eventos para 30 mil pessoas.

A próxima etapa da análise técnica será feita pela Câmara de Valores Imobiliários, órgão responsável por fornecer laudos de avaliação de imóveis e terrenos, fornecendo um diagnóstico sobre os valores de mercado. Os laudos são feitos por engenheiros e acompanhados de fotos e justificativas para a determinação do valor, que é usado para fins de partilhas, vendas e outros tipos de negociações.

A secretaria não indicou um novo prazo para o término das análises necessárias ao andamento da negociação, e também não afirma se o processo deve ser concluído ainda este ano.

Somente após receber todos os laudos e avaliações solicitadas é que o secretário de governo, Ricardo Mac Donald Ghisi, deve se reunir com os dirigentes do Paraná para discutir os próximos passos.

o que você achou?

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE