Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Para Guardiola, Messi não precisa vencer mundiais e nem marcar mil gols para demonstrar que é um grande jogador | Albert Olivé / EFE
Para Guardiola, Messi não precisa vencer mundiais e nem marcar mil gols para demonstrar que é um grande jogador| Foto: Albert Olivé / EFE

O técnico do Barcelona, Josep Guardiola, não conseguiu evitar de comentar mais uma polêmica declaração de Pelé, que disse ao jornal francês Le Monde que Messi ainda precisa ganhar pelo menos três Copas do Mundo e marcar 1.283 gols para poder ser comparado a ele.

"Nem faz falta ganhar mundiais, nem marcar mais de mil gols para demonstrar o que é, um jogador imenso. Messi sempre esteve a um ótimo nível e enfrenta jogadores muito físicos e muito fortes quando enfrenta o Real, como Pepe e Lass Diarra. Não é fácil. Não posso duvidar de um jogador por tudo que deu durante anos", disse Guardiola, que preferiu não estender a polêmica.

Na mesma entrevista coletiva neste sábado, Guardiola foi instigado a falar a respeito da declaração do português do Real Madrid, que defendeu Pepe das acusações de ter pisado propositalmente em Messi no clássico de quarta-feira, pela Copa do Rei, vencido pelo time catalão.

Guardiola, como de costume, não quis entrar em polêmica. "Não respondo às coletivas de imprensa dos outros técnicos. Não tenho nada a dizer. Se Pepe disse que foi involuntário, então foi. Isso é ele quem sabe", comentou o treinador.

O técnico do Barcelona, porém, não conseguiu evitar de comentar mais uma polêmica declaração de Pelé, que disse ao jornal francês Le Monde que Messi ainda precisa ganhar pelo menos três Copas do Mundo e marcar 1.283 gols para poder ser comparado a ele.

"Nem faz falta ganhar mundiais, nem marcar mais de mil gols para demonstrar o que é, um jogador imenso. Messi sempre esteve a um ótimo nível e enfrenta jogadores muito físicos e muito fortes quando enfrenta o Real, como Pepe e Lass Diarra. Não é fácil. Não posso duvidar de um jogador por tudo que deu durante anos", disse Guardiola, que preferiu não estender a polêmica.

EquipeNeste sábado, Guardiola recebeu uma boa e uma má notícia. Pedro recebeu alta médica após nove dias afastado, voltou a treinar com seus companheiros e foi relacionado para pegar o Málaga no sábado. Já Fontás foi operado nesta manhã por causa de uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho direito e vai desfalcar o time por seis meses, se unido a Villa e Afellay, que também se recuperam de cirurgia.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]