Em 47 partidas como jogador do Atlético, zagueiro Gustavo marcou dois gols. | Albari Rosa/Gazeta do Povo
Em 47 partidas como jogador do Atlético, zagueiro Gustavo marcou dois gols.| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

O Atlético perdeu um de seus jogadores mais experientes para o Brasileiro. Após cerca de um ano no Furacão, o zagueiro Gustavo, 33 anos, despediu-se do clube para defender o Bahia na disputa da Série B.

“Estou deixando o Atlético de cabeça erguida e feliz por tudo que passei aqui. Agora vou seguir minha vida e guardarei esses momentos no Furacão na lembrança”, escreveu o defensor, em sua conta na rede social Instagram.

Pesou para a saída do campinense uma oferta de contrato mais longo. O vínculo dele com o Rubro-Negro expiraria em dezembro de 2015. O acerto com o Tricolor é até o final de 2016.

Restava a liberação do Furacão para que o jogador acertasse os últimos detalhes, sinal positivo dado no final de semana. O anúncio oficial da contratação deve ocorrer oficialmente nesta terça-feira (8).

Gustavo também não vinha sendo aproveitado pelo técnico Milton Mendes. Após iniciar o Brasileiro como titular – condição que desfrutou desde que chegou ao clube, em setembro de 2014, vindo do Paraná – perdeu a vaga para o chileno Vilches.

“Esse ano aqui, no Furacão, não foi fácil, mas consegui superar as dificuldades e procurei ajudar da melhor maneira possível a equipe, dentro e fora de campo”, comentou Gustavo.

Sem o jogador, Mendes tem a disposição para o setor Kadu e Vilches, a dupla titular, e Wellington e Cleberson, como reservas.

Foram 47 jogos, vários como capitão, e dois gols. Em 2015, o atleta jogou 16 vezes pelo Brasileiro. Este ano, foram 11 jogos pelo Paranaense, quatro pela Copa do Brasil, dois pela Sul-Americana e 14 pelo Brasileiro.

A última aparição de Gustavo com a camisa do Atlético foi na vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-MG. O zagueiro substituiu Kadu, lesionado, aos 18 minutos da etapa inicial. No empate por 0 a 0 com o Joinville, sábado (5), não saiu do banco de reservas.

“Se não fui perfeito, procurei ser o mais eficiente possível”, comentou o atleta, sobre o desempenho dentro do gramado.

Gustavo aproveitou ainda para agradecer aos funcionários e diretoria. “Vou lembrar deste carinho que recebi de todos pelo resto da vida. Também não poderia deixar de agradecer a diretoria do Atlético, aos funcionários, que fazem esse clube andar, e aos jogadores. Procurei ser leal e correto sempre”, afirmou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]