Depois de duas derrotas no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro, que puniu o Vasco com a perda de seis pontos depois de denúncia feita pelo Fluminense de que Jéferson não teria condições de jogo na estreia do time cruzmaltino no Campeonato Carioca, o clube da Colina ainda teve negado nesta sexta-feira um efeito suspensivo que o recolocaria nas semifinais da Taça Guanabara. Mas a novela está longe de acabar. O Ministério Público acionou a 10ª Região do Tribunal Regional do Trabalho para que faça valer os direitos vascaínos, descarecterizando assim a decisão do TJD-RJ.

"Recebi nesta quinta-feira um fax do desembargador da Décima Região do TRT, e agora o problema saiu da esfera do TJD. A decisão não cabe mais a nós", garantiu o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro, Antônio Vanderler, citando uma parte do documento.

"O documento é bem claro ao dizer que se reestabeleça a ordem, e que o Vasco não seja punido. No entendimento do Tribunal Regional do Trabalho, o TJD passou por cima de uma ordem judicial".

Vanderler disse ainda que toda a papelada será encaminhada agora ao presidente do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva, Rubens Approbato, que ainda na nesta sexta-feira tomará uma posição a respeito do imbróglio. O Vasco divulgou no início da noite uma nota oficial confirmando a decisão do MP. Leia a íntegra:

"O ministério Público do Trabalho, ao tomar conhecimento através da imprensa do descumprimento de ordem judicial pelo Tribunal de Justiça Desportiva do RJ, na qualidade de órgão fiscalizador da lei, formulou requerimento ao TRT da 10º Região para oficiar o TJD-RJ para que tome as medidas cabíveis e necessárias em tornar sem efeito a penalidade imposta ao Vasco que teve origem na escalação do atleta Jéferson.

"O ato visa a preservar a autoridade de decisão judicial sob pena da Lei. Com isso, não havendo mais penalidade é o Vasco semifinalista da Taça Guanabara".

A reportagem tentou contato com Rubens Approbato também com o presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, mas sem sucesso. Caso o Vasco seja confirmado nas semifinais da Taça Guanabara, haverá uma inversão de jogos.

O sábado estava reservado para Flamengo x Resende, mas o confronto teria de ser Vasco x Botafogo, enquanto na Quarta-Feira de Cinzas a partida seria Flamengo x Fluminense, em vez de Fluminense x Botafogo. Como o Estatuto do Torcedor não permite mudanças na tabela antes de um período mínimo de 72 horas, as semifinais podem ser adiadas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]