Recebido com festa na volta para casa, com direito a desfile em caminhão do Corpo de Bombeiros, o Marechal Rondon já planeja a temporada 2011. O inédito vice-campeonato para um time paranaense na Liga Nacional de futsal, conquistado pelo time do oeste, na decisão contra badalada equipe do Jaraguá, promete ampliar os investimentos na formação do elenco.

Atualmente com apenas 15 jogadores, os patrocinadores investem aproximadamente R$ 80 mil mensais em salários de atletas e comissão técnica. Curiosamente, o clube paranaense vive uma situação inversa do rival da decisão de Liga Nacional. Os torcedores catarinenses vivem dias de expectativa. A malharia Malwee, principal patrocinadora do time, ameaça não investir mais em futsal. A principal estrela do time, Falcão, já saiu, vai defender o Santos na próxima temporada.

"Renovamos os contratos com patrocinadores por mais dois anos, queremos reforçar o elenco e manter a comissão técnica", garante Jaime Villani, presidente da Associação de Funcionários da Copagril, empresa que administra o Marechal Rondon.

O ala Gadeia, 22 anos, foi considerado um dos destaques do campeonato e já recebeu sondagens de outros clubes. "Se a gente perder uma peça ou outra, vamos repor a altura", garantiu o dirigente.

Villani revelou que os clubes do estado da Liga Nacional (Marechal, Cascavel, Umuarama e Foz) já abriram diálogo com Federação Paranaense de Futebol de Salão. Os quatro tiveram de jogar simultaneamente Liga e Estadual, mesmo com elencos reduzidos. "Vamos conversar com a Federação e tentar facilitar as coisas. Esse ano fomos prejudicados pelo número de jogos, mas achamos que os dois campeonatos são importantes. O Paranaense é o melhor campeonato estadual do país.", explicou.

No pacote para 2011, o técnico Marcos Xavier também está inserido. O dirigente credita grande parte do sucesso do time ao comando o treinador. "Ele (Marcos Xavier) é peça chave. Foi o nosso segundo ano de Liga Nacional e já chegamos ao vice-campeonato", comemora Villani.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]