Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
 | Aly Song / Reuters
| Foto: Aly Song / Reuters

O britânico Andy Murray não deu chances para Roger Federer neste domingo (17) e conquistouo título do Masters 1000 de Xangai. Com uma atuação impecável na partida decisiva, ele dominou o suíço do início ao fim e venceu por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2.

Este foi o 16.º título na carreira de Murray e o segundo desta temporada. No Masters 1000 do Canadá, disputado em agosto, ele também foi campeão após superar Federer na decisão. O britânico ainda ampliou a vantagem no confronto direto diante do suíço: tem oito vitórias em 13 confrontos.

Federer, por sua vez, desperdiçou chance de coroar uma semana perfeita. Eliminado na semifinal do US Open, no começo de setembro, ele tirou um período de descanso e só voltou a competir em Xangai. E após superar Djokovic na semifinal da competição chinesa, o suíço somou pontos suficientes para ultrapassar o próprio sérvio e reassumir a vice-liderança do ranking mundial.

Mesmo assim, Federer não teve força suficiente para parar o britânico, que sagrou-se campeão sem perder um único set em Xangai. Conhecido por vacilar nos momentos decisivos, Murray mostrou muita tranquilidade para salvar os seis break point que cedeu. Também foi eficiente na devolução, especialmente quando o adversário jogou com o segundo saque - venceu 16 de 21 pontos nesta situação.

Assim, o quarto tenista do ranking mundial não teve grandes problemas para vencer. No primeiro set, quebrou o suíço logo no início e apenas administrou a vantagem. Depois, Murray aproveitou os erros de Federer e fechou o jogo com muita tranquilidade.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]