Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Nadal se emociona ao comemorar o feito histórico após novo triunfo em Roland Garros | Jean-Paul Pelissier/ Reuters
Nadal se emociona ao comemorar o feito histórico após novo triunfo em Roland Garros| Foto: Jean-Paul Pelissier/ Reuters

14 troféus de Grand Slam já foram conquistados por Nadal na carreira, o mesmo que o americano Peter Sampras. O recorde é do suíço Roger Federer, com 17 taças

O espanhol Rafael Nadal voltou a mostrar porque é o maior tenista de todos os tempos em piso de saibro. De virada, ele bateu o sérvio Novak Djokovic por 3 sets a 1, parciais de 3/6, 7/5, 6/2 e 6/4, na decisão de Roland Garros e garantiu o nono título do torneiro (de 2005 a 2014, falhando apenas em 2009). Para completar, assegurou a sua permanência no topo da listagem da ATP como número 1 do mundo.

Mesmo debaixo de sol forte e intenso calor na capital francesa, Nabal imprimiu um ritmo bom de jogo com jogadas variadas, razões que o tornam um adversário quase imbatível no saibro de Roland Garros, ainda mais pelo fato de que o Grand Slam tem seus jogos decididos em uma melhor de cinco sets.

Para voltar a derrotar Djokovic, o que não acontecia desde a final do US Open de 2013, Nadal precisou reagir diante de um rival que começou a partida de forma sólida. Com quebras de saque, o sérvio confirmou todos os seus serviços e fez 6/3 no primeiro set. O espanhol reagiu e venceu o segundo set por 7/5.

Empolgado, Nadal retornou forte para o terceiro set e logo abriu 3 a 0. Sem ter o serviço quebrado, o espanhol virou o jogo em 6/2. O quarto set foi mais disputado e chegou a estar 4/4. Na sequên­cia, o espanhol confirmou o serviço e pressionou o vice-líder do ranking mundial que acabou sucumbindo.

A decisão de ontem foi a 23.ª vitória de Nadal em 42 partidas com Djokovic, que nunca conseguiu conquistar o título do Grand Slam parisiense.

Ao ganhar de novo na ‘Cidade Luz’, o espanhol se tornou o primeiro tenista a faturar o competição francesa por cinco anos seguidos e aumentou para 14 o número de taças de Grand Slam – nove de Roland Garros, duas de Wimbledon, duas do US Open e uma do Aberto da Austrália. Desta forma, Nadal se iguala a Pete Sampras, também dono de 14 troféus do circuito profissional. Atualmente, o espanhol está atrás do suíço Roger Federer, recordista com 17 taças.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]