Ainda não será desta vez que Neymar voltará a jogar pelo Santos. Afastado desde sábado (18), o atacante não foi relacionado nesta terça-feira (21) para o clássico diante do Corinthians, quarta (22), na Vila Belmiro. Xingado pelo jovem jogador no jogo da última quarta, contra o Atlético-GO, o técnico Dorival Júnior decidiu manter o castigo pelo ato de indisciplina.

Enquanto o Corinthians também não terá Ronaldo e Dentinho, que seguem de fora, o Santos vai para a sua segunda partida seguida do Campeonato Brasileiro sem Neymar. No domingo (19), o atacante já não esteve no empate por 0 a 0 com o Guarani, em Campinas. Mesmo assim, continua sendo o artilheiro do time na competição, com seis gols.

O episódio que resultou no afastamento de Neymar aconteceu no fim do jogo contra o Atlético-GO, na Vila Belmiro. Primeiro, o atacante reclamou com Dorival por que o treinador o impediu de bater um pênalti, cobrado por Marcel. Depois, ao fim da partida, discutiu novamente com o treinador, inclusive o xingando. Durante o jogo, ele também já havia se desentendido com o capitão Edu Dracena.

Neymar chegou a pedir desculpas ainda no dia seguinte ao jogo, mas o pedido não foi suficiente para evitar o seu afastamento e uma multa aplicada pelo Santos. Dorival, por sua vez, considerou pedir demissão caso o atacante não fosse punido. Para tentar contornar a situação, o jogador acompanhou o time na partida de domingo e viu o confronto das tribunas do Brinco de Ouro.

Ameaça no STJD

Além de seguir de fora do time, Neymar também pode ser punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por outra polêmica na qual se envolveu. Após discutir com o volante João Marcos na derrota para o Ceará, no último dia 12, em Fortaleza, e criar uma confusão ao fim do jogo, o atacante foi denunciado nesta terça.

Na próxima sexta (23), Neymar será julgado em dois artigos e pode ser suspenso por até nove jogos no Brasileirão. João Marcos também foi denunciado e corre risco de pegar seis partidas de gancho, assim como o santista Marcel, outro que será julgado. O Ceará, por sua vez, pode perder até dez mandos de campo pela confusão.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]