Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A vaga na Copa Sul-Americana é o prêmio de consolação que o Atlético quer na última rodada do Brasileiro. Mesmo que no ano que vem não exista a garantia de que a força máxima será utilizada na competição internacional, o discurso no Rubro-Negro é o de comemorar a classificação para o torneio internacional.

Ocupando a 14.ª colocação com 47 pontos, os atleticanos dependem de uma vitória sobre o Barueri, amanhã, em Presidente Prudente, para garantir o objetivo. Dependendo de tropeços de Vitória, Santos e Corinthians, o Furacão pode terminar o Nacional em 10º lugar – seria a melhor posição do time na atual disputa.

O técnico Antônio Lopes poupou quatro titulares no duelo da volta pela Sul-Americana desse ano, contra o Botafogo. Mesmo assim, quer estar no Continental do ano que vem."O que é melhor, ser campeão da Sul-Americana ou ser rebaixado? Dependendo da situação em que estivermos no ano que vem a história pode ser diferente", avisa o treinador.

A ideia de não se satisfazer apenas com a sacramentada fuga do rebaixamento convenceu os jogadores. Especialmente quem vai ter a primeira oportunidade como titular após oito meses. Caso do meia Netinho, substituto do suspenso Paulo Baier.

"Tive um ano com muitos problemas. Cirurgia, afastamento... Mas só os gigantes se levantem após uma queda. Estou muito feliz de poder encerrar o campeonato jogando", afirma o jogador.

Discutindo renovação de contrato, o líbero Nei está fora da partida. Assim como o volante Valencia e o atacante Alex Mineiro que estão machucados. Duas novidades na escalação serão o volante Fransérgio e o atacante Marcelo, que rouba a vaga de Wallyson.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]