A África do Sul enfrentou a seleção brasileira no mês passado, em Maceió, e perdeu por 3 a 1. | Itawi Albuquerque/CBF
A África do Sul enfrentou a seleção brasileira no mês passado, em Maceió, e perdeu por 3 a 1.| Foto: Itawi Albuquerque/CBF

Pode se dizer que a seleção de Dunga teve sorte no sorteio dos grupos do torneio olímpico. Os três adversários (África do Sul, Iraque e Dinamarca) do time nacional na primeira fase chegarão ao Rio como azarões.

A África do Sul e o Iraque garantiram suas vagas nos Jogos na repescagem, em partidas dramáticas. Os sul-africanos, primeiros adversários da seleção, se classificaram fora de casa, nos pênaltis. Diante do Senegal, o goleiro Jody February foi o herói da vaga. Ele pegou uma penalidade no tempo normal. Na disputa, os senegaleses ainda desperdiçaram outras cobranças.

A África do Sul disputou apenas uma edição do torneio olímpico (Sydney-2000). A seleção foi eliminada na primeira fase, mas surpreendeu ao vencer os brasileiros. O time nacional, comandado por Vanderlei Luxemburgo, foi batido por 3 a 1.

Governo confirma ameaça do Estado Islâmico ao Brasil e amplia monitoramento antes da Rio-2016

Leia a matéria completa

“Não gosto de escolher adversários. Vamos agora nos preparar para encarar esse desafio”, disse o técnico Owen da Gama. No mês passado, os brasileiros venceram os sul-africanos, por 3 a 1, em Maceió. Rodrigo Caio, Fabinho e Andreas Pereira fizeram os gols da seleção.

O Iraque também obteve a vaga numa partida emocionante. A equipe perdia para o Catar, quando Abdulraheem empatou aos 41 minutos do segundo tempo. Na prorrogação, os iraquianos carimbaram o passaporte para os Jogos do Rio com um gol a apenas quatro minutos para o fim.

Será a quinta vez que o país disputará o torneio olímpico de futebol. A melhor posição foi o quarto lugar em Atenas-2004. Os iraquianos perderam o bronze para os italianos na ocasião.

Dos três, a Dinamarca é o adversário que tem mais história no torneio olímpico. Na fase amadora, o time europeu subiu no pódio quatro vezes (três pratas, em 1908, 1912 e 1960, e um bronze, em 1948). Mesmo assim, amargou um jejum de 24 anos sem disputar os Jogos.

Brasil escapa da Alemanha na caminhada pelo ouro no futebol

Leia a matéria completa

Para obter a classificação à Rio-2016, os dinamarqueses fizeram uma campanha irregular na fase final do torneio classificatório: venceram a República Tcheca e a Sérvia, mas sucumbiram diante dos também classificados Alemanha (3 a 0) e Suécia (4 a 1).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]