i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Brasileirão

Palmeiras vence Fluminense no Palestra: 1 a 0

Fernando Henrique evita goleada histórica e acaba ajudando o rival Flamengo

  • PorGloboEsporte.com / Globo.com
  • 15/11/2007 09:41

O Palmeiras derrotou o Fluminense, nesta quarta-feira, no Palestra Itália, e ultrapassou o Cruzeiro na classificação do Campeonato Brasileiro, voltando ao G-4, que garante a vaga na Libertadores do próximo ano. O Verdão, agora, é o quarto colocado, com os mesmos 58 pontos do Flamengo, mas com um gol a menos de saldo do que o Rubro-Negro. O Fluminense, com a derrota, se mantém em sexto, com 55 pontos, dois a menos que o Cruzeiro.

O jogo

Os times entraram em campo e o mistério acerca da escalação tricolor foi logo desfeito. O técnico Renato Gaúcho, demonstrando profissionalismo, recusou-se a atender ao pedido de boa parte da torcida tricolor - que queria a escalação de um time misto para prejudicar o Flamengo - e pôs em campo seus principais jogadores, com apenas uma surpresa: Soares no lugar de Adriano Magrão, no ataque. A postura da equipe também foi profissional. O Palmeiras, que precisava da vitória, partiu com tudo para o ataque, mas a zaga tricolor não estava disposta a facilitar as coisas para o Verdão. Prova disso foi a bola tirada por Roger na pequena área, com Edmundo pronto para marcar, aos oito minutos.

No minuto seguinte, foi o Tricolor que ameaçou e quase marcou. Soares pressionou a saída de bola palmeirense obrigando Diego Cavalieri a se desfazer da bola, mas da pior maneira, chutando em cima do atacante do Flu. A bola por pouco não entrou no gol de Diego. Logo depois, Thiago Neves, que foi muito vaiado no início da partida - há três meses, o jogador assinou contrato com o Palmeiras e depois se arrependeu - fez belo lançamento para Soares, que desperdiçou a chance.

Com os três zagueiros tricolores tendo boa atuação, o ataque palmeirense tinha dificuldade de entrar na área do Flu. Aos 24, Makelele recebeu bom lançamento, mas errou a passada e perdeu chance de abrir o placar. Dois minutos depois, Deyvid se enrolou na área e pediu pênalti, mas o árbitro Lourival Dias Filho nada marcou. Chuva aperta e FH brilha

A chuva apertou no Palestra Itália e o Palmeiras partiu ainda mais para cima do Tricolor. Aos 32, Caio soltou a bomba da intermediária e Fernando Henrique fez grande defesa, no ângulo direito. Um minuto depois, FH fez outra ótima defesa em conclusão de Gustavo, e mais uma, em chute de Deyvid.

Fabinho falha e Palmeiras abre o placar

Aos 35, volante Fabinho quis fazer graça na entrada da área tricolor e acabou desarmado por Pierre, que tocou para Edmundo. O Animal, inteligentemente, descobriu Rodrigão livre pela esquerda, que chutou na saída de Fernando Henrique. Fabinho, que fez a besteira inicial, ainda tentou cortar, mas pôs a bola para dentro, fazendo a alegria da torcida palmeirense e de parte da torcida tricolor que torcia pela derrota do time.

No último minuto, o Palmeiras quase cedeu o empate. Junior César foi à linha de fundo e cruzou no segundo pau. Thiago Neves cabeceou para o chão e Diego Cavalieri se enrolou para fazer a defesa. A bola ainda bateu na trave antes de sair.

Poló aquático no Palestra

Com a vantagem no placar, o Palmeiras voltou mais tranqüilo para a segunda etapa e teve a seu favor a chuva, que tornou o campo de jogo impróprio para o bom futebol. A partida, então, perdeu muito em qualidade. Aos 17 minutos, em meio ao temporal, Edmundo foi desarmado na área, num lance difícil para o árbitro, que mandou o jogo seguir.

Os treinadores, então, mudaram os times. Renato tirou Fabinho, mal em campo, e pôs Adriano Magrão. Thiago Neves e Soares, machucados, tiveram de ser substituídos por David e Léo. Caio Júnior, por sua vez, pôs Martinez no lugar de Deyvid e Luiz Henrique no de Caio, mas o panorama não se alterou, já que a chuva continuou a cair com força.

No fim da partida, o Palmeiras por pouco não marcou mais gols, que lhe valeriam o terceiro lugar na tabela, tudo graças a uma série de excelentes intervenções de Fernando Henrique. Curiosamente, coube ao jogador mais identificado com as torcidas organizadas do clube e único do elenco que nunca perdeu uma partida sequer para o Flamengo, desde as categorias de base, ajudar o Rubro-Negro em sua caminhada para a Libertadores de 2008.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.