Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Esportes
  3. Paraná Clube
  4. Com a força da Vila, Paraná terá grande chance para se reerguer antes da Copa

Brasileiro

Com a força da Vila, Paraná terá grande chance para se reerguer antes da Copa

  • Daniel Malucelli
Atacante  Rapahel Alemão no jogo com o Coritnhians. Melhor público do ano do Tricolor (15.714  pagantes) | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
Atacante Rapahel Alemão no jogo com o Coritnhians. Melhor público do ano do Tricolor (15.714 pagantes) Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O Paraná se apega à sequência na Vila Capanema para se reerguer antes da pausa do Brasileirão para a Copa do Mundo. O campeonato terá jogos corridos até a 12.ª rodada, ou seja, mais sete partidas. Depois disto, a competição ficará um mês parado enquanto a bola rola na Rússia.

O trunfo paranista é que cinco destes sete jogos serão no Durival Britto. Chance para o time de Rogério Micale se reabilitar, vencer a primeira na Série A e deixar a lanterna da competição. O primeiro compromisso é diante do Grêmio, neste domingo (20), às 16h. O técnico Renato Gaúcho ainda não indicou se irá poupar o elenco, mas a tendência é que os gaúchos joguem com os titulares.

TABELA: Veja a classificação e os próximos jogos do Brasileirão

Já na sequência, o Tricolor tem o clássico frente ao Atlético na Vila Capanema. Depois, o time enfrenta o Vasco, no Rio de Janeiro, e volta a fazer dois jogos seguidos em seu domínio: Fluminense e Bahia. Para fechar, o Paraná desafia o Flamengo, fora, e recebe o Cruzeiro,em casa, antes da pausa.

“Não tem nada perdido, precisamos de uma sequência de duas vitórias para dar confiança, porque sem vitória e confiança não tem como jogar futebol”, avalia Micale. “A culpa não é do treinador. A culpa é nossa”, defende o atacante Silvinho.

Diferente do ano passado, os números do Paraná na Vila são baixos nesta temporada. Em nove jogos, o aproveitamento é de 51%. No Brasileirão, foram duas derrotas em dois jogos. Já no Estadual, contra adversários mais fracos, o Tricolor perdeu um jogo (derrota para o time de aspirantes do Atlético), somou dois empates (um deles a eliminação para o Londrina na semifinal da Taça Caio Júnior) e conquistou quatro vitórias.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE