i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Infraestrutura

Presidente do Paraná rechaça projetos de reforma ou nova Vila Capanema: “Cortina de fumaça”

  • Julio FilhoPor Julio Filho
  • 09/04/2020 11:43
Presidente do Paraná negou qualquer projeto de modernização da Vila Capanema
Presidente do Paraná negou qualquer projeto de modernização da Vila Capanema| Foto: Arquivo/Gazeta do Povo

O presidente do Paraná, Leonardo Oliveira, negou qualquer possibilidade próxima de reforma, modernização ou reconstrução da Vila Capanema.

Segundo o mandatário paranista, o único projeto neste momento em relação ao estádio é a finalização da negociação com o Governo Federal pela cessão da praça esportiva ao Tricolor.

Neste momento, o estádio está sendo avaliado pela Superintendência de Patrimônio da União do Paraná (SPU), que determinará o valor que o Paraná deve à União pela posse irregular do local durante anos, assim como o aluguel que o clube pagará no futuro para permanecer no espaço. Em 2018, o Tricolor garantiu a posse da Vila por mais 30 anos.

“O único projeto que existe é a finalização da negociação com o Governo Federal para receber a cessão da Vila Capanema. Em relação a reforma, é um assunto superado. Foi algo ventilado dentro da imprensa, uma ‘cortina de fumaça’ que nunca passou pelo Conselho e já foi esclarecido”, declarou Oliveira em transmissão ao vivo no canal paranista no YouTube, na última quarta-feira (9).

Oliveira admitiu que tanto a região, como o próprio estádio, são problemáticos e necessitam de amplo projeto de revitalização.

“Precisamos de um projeto que venha a contribuir não só para o estádio, mas para a região no geral, já que nos últimos anos já sofremos com alagamentos no entorno”, explicou. “Mas, a princípio, o único projeto é a negociação com o governo federal”, concluiu.

Recentemente, dois projetos em relação ao estádio saíram de dentro do Conselho Deliberativo.

O primeiro deles, apresentado em 27 de novembro, planejava um novo estádio no espaço em obra no valor de R$ 400 milhões, que seria bancado por investidores. Este projeto partiu de um grupo ligado ao próprio presidente Leonardo Oliveira.

Já em março, conselheiros encabeçados pelo empresário Naor Malaquias, espécie de oposição a Oliveira no Tricolor, apresentaram projeto de reforma do estádio, no valor de R$ 44 milhões.

Durante esta pandemia de coronavírus, o Paraná deixou a Vila Capanema à disposição das autoridades. A Defensoria Pública do Paraná, por sua vez, solicitou que a praça esportiva fique à disposição dos moradores de rua de Curitiba.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.