Eles terminaram como começaram. A dupla da Lamborghini formada pelo paranaense Alceu Feldmann e pelo paulista Paulo Bonifácio largou na pole nas duas baterias da segunda etapa do Brasil GT3 Championship, realizado em Curitiba, e venceram ambas as provas, abrindo vantagem no campeonato. Os triunfos, entretanto, não vieram facilmente.

Na primeira prova, Bonifácio largou e manteve a liderança, mas um incêndio na Ferrari F-430 de Renato Catallini, na segunda volta, fez o Safety Car entrar na pista. Na seqüência da prova, o Lamborghini Gallardo abriu vantagem, mas após a troca de pilotos, quando Feldmann assumiu o volante, um pneu furado quase pôs tudo a perder. Depois da troca de pneus, o paranaense voltou em quinto, mas teve tempo de recuperar a ponta e vencer.

"Quando o pneu furou, não perdi as esperanças, mesmo sabendo que seria difícil. A batida que trouxe o Safety de volta para a pista foi uma benção, por isso agradeço a Deus pela vitória", disse Feldmann, lembrando da colisão entre Marcelo Fernandes e Fábio Casagrande, a qual causou mais uma bandeira amarela e deu chance para o piloto se aproximar do pelotão da frente.

Na segunda bateria, Feldmann largou na pole, mas acabou perdendo a posição para a Ferrari de Cláudio Ricci. Porém, na metade da prova, Ricci acabou sofrendo uma punição e com Bonifácio no volante, a Lamborghini venceu mais uma. Com os resultados, Feldmann/Bonifácio estão nove pontos à frente de Andréas Mattheis e Xandy Negrão, os vice-líderes do GT3.

As próximas etapas do campeonato acontecem nos dias 29 e 30 de setembro, no Rio de Janeiro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]